Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de outubro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Diretor da Agepen anuncia mudanças na Máxima de Dourados

14 Dez 2006 - 17h50
Na tarde de hoje na sala do juiz criminal Celso Schuch Santos, no Fórum de Dourados, estiveram reunidos o diretor presidente da Agepen, Luiz Carlos Telles Junior, o diretor de operações da Agepen, Oldemar Oliveira, o comandante da PM em Dourados, Tenente coronel Guilherme, o Major PM Zerlotti e o arquiteto Luiz Mario Penteado para anunciar algumas mudanças relacionadas a estrutura física e operacional da Penitenciaria de Segurança Máxima Harry Amorim Costa, em Dourados.
 
De acordo com projeto apresentado pelo arquiteto Luiz Penteado, a ampliação do espaço físico e aparelhamento será realizado, no próximo ano, em uma área de 1.749,6 metros quadrados, sendo que a estrutura será de quatro blocos com 10 celas [ com planejamento de 4 internos por cela]  e dois blocos de 10 celas, somando assim, 20 vagas. Esse espaço, seria ocupado por detentos de alta periculosidade que ficarão em celas de paredes duplas de concreto maciço.
 
A construção, segundo o arquiteto, será realizada aproveitando a estrutura, remanejando os presos e não ampliando as vagas. Penteado afirmou que não é possível ampliar a capacidade de vagas da Máxima em Dourados, uma vez que o sistema de esgoto não agüentaria a sobrecarga de uso, o que geraria diversos problemas. 
Luiz Carlos Telles, diretor da Agencia Penitenciaria do estado, afirmou que deve-se3 buscar soluções rápidas de aparelhamento e reaparelhamento e estrutura física, para que não tenha mais surpresas como a da última rebelião que aconteceu em maio deste ano, onde detentos de quatro presídio do estado se rebelaram e destruíram parcialmente os presídios. Telles garantiu que o projeto já foi aprovado em todas as instancias, no departamento penitenciário nacional, na Agepem e agora, o próximo passo será abrirt um processo de licitação para contratar a empresa que fará a obra.
Orçamento
 
As mudanças que serão realizadas na Phac estão orçadas em três milhões e meio de reais, aproximadamente. A licitação para esta obra, deve iniciar, segundo Telles, no inicio do próximo ano, e as obras, segundo as previsões do projeto, devem iniciar logo depois do termino da reforma do presídio, previsto para 15 de fevereiro.

A previsão de entrega da obra, e de 6 a 7 meses após o seu inicio.
 
Phac
 
O presídio de Segurança Máxima está em reforma desde meados de maio deste ano, quando uma grande rebelião o deixou parcialmente destruído. Os detentos, hoje cerca de 1.400, são remanejados de um bloco para outro para que a reforma seja feita.
 
Telles deixou claro, que a intenção da reestruturação das celas, não é aumentas as vagas, e sim remanejar os detentos a fim de evitar outras rebeliões, uma vez que os líderes mais perigosos estarão separados dos demais.
 
 
 
Dourados News

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço