Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 27 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

DIMA desenvolve coleta seletiva de lixo em Glória de Dourados

11 Jun 2010 - 14h05Por Demerval Nogueira / Fátima News

 

A secretaria municipal de Desenvolvimento Sustentável (Seds) via departamento municipal de Meio Ambiente (Dima), vem desenvolvendo no município o projeto Coleta Seletiva, sendo uma alternativa para uma questão socioambiental. Este projeto tem por objetivo produzir informações, promover conhecimento sobre os resíduos sólidos e coleta seletiva, subsidiando o Pode Público e a sociedade organizada na implementação de um programa de Educação Ambiental, visando o desenvolvimento ecologicamente sustentável. A divisão municipal de Meio Ambiente gloriadouradense divulgou o referido projeto nas escolas das três redes de ensino. Este trabalho não é parte somente das comemorações da Semana do Meio Ambiente, de 1 a 5 de junho, mas sim, um trabalho sequenciado.

 

 

Por outro lado, a Prefeitura local já adquiriu uma área de terra localizada na 3ª linha, nascente, onde será construído o chamado Aterro Sanitário, local que abrigará lixos residenciais recolhidos na cidade, após passar pela coleta seletiva, que vai apurar e separar os materiais que podem ser redimensionados para uso no sistema de reciclagem. A equipe da divisão de Meio Ambiente, juntamente com os catadores executaram um minucioso trabalho de divulgação e ao mesmo tempo entregando sacos plásticos para as famílias, trabalho sem dispêndios financeiros para os moradores, e também deram início na seleção de materiais e prestaram esclarecimentos à população sobre a necessidade e a importância do selecionamento do lixo para a efetivação concreta da coleta seletiva.

 

 

A bióloga do Dima, Maria Aparecida Furtuoso Gomes relata, “nós contamos com apoio irrestrito da Prefeitura e também dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), durante as visitas às famílias. Os agentes de saúde fizeram à entrega dos folders e explicaram detalhadamente para as famílias, como será feito este trabalho de coleta seletiva e de separação dos materiais recicláveis”, destaca a bióloga atrelando ainda, “principalmente a informação sobre os tipos de materiais que serão separados, tais como, papel, plásticos, vidro e metal, porque esses produtos devem ser armazenados e trabalhados com destinação específica”.

 

 

A geógrafa do Dima, Marla Camila Brugnerotto enfatiza, “hoje grande parte dos problemas encontrados no meio ambiente não está na falta de normas, procedimentos ou regras cristalinas, mas sim, a falta de informação e conscientização das pessoas, principalmente por ignorarem o quanto elas mesmas podem fazer para a qualidade do meio ambiente”. A reciclagem é um processo de transformar o material selecionado em produtos que possam ser reutilizados. O cidadão não precisa ser um grande conhecedor do lixo para fazer a separação, basta querer. Realização, Prefeitura local, secretaria municipal de Desenvolvimento Sustentável (Seds), divisão municipal de Meio Ambiente (Dima), Projeto Ecológicos e Ambientais de Glória de Dourados (Ecoglória) e Poder Legislativo Municipal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados
BRASIL - 157.397 MORTES
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
ALIVIO NO BOLSO
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir desta terça (27)
BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência