Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 20 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Depois de lombadas, Murilo anuncia municipalização do parquímetro

6 Mai 2011 - 12h00Por Campo Grande News

O serviço de estacionamento rotativo existente no centro de Dourados e controlado por parquímetros da empresa Caiuá Assessoria e Planejamento, de Joinville (SC), será municipalizado pela prefeitura. A decisão foi anunciada pelo prefeito Murilo Zauith (DEM) na tarde desta quinta-feira, durante reunião com guardas municipais.

Será a segunda medida tomada pelo prefeito, no cargo desde 23 de fevereiro deste ano, para devolver ao município o controle de serviços ligados ao trânsito que vinham sendo explorados por empresas. Há duas semanas, Murilo mandou cancelar o convênio com o Detran para o funcionamento das lombadas eletrônicas e os equipamentos começam a ser desligados ainda neste mês.

O convênio firmado pelo ex-prefeito Ari Artuzi, que renunciou em dezembro após passar três meses preso por corrupção, cedia o leito das ruas para instalação das lombadas, mas não oferecia nenhuma contrapartida financeira ao município. Além disso, a prefeitura não tinha acesso a informações sobre multas e a arrecadação.

O prefeito informou que assim como as lombadas eletrônicas, o sistema de estacionamento rotativo na área central será gerenciado por uma agência municipal de trânsito que está sendo criada pela prefeitura. “O município de Dourados recebe R$ 6 mil por mês do parquímetro”, disse Murilo.

Ele adiantou que vai convidar guardas municipais para ocuparem postos na agência municipal de trânsito. A reunião foi para discutir melhorias salariais para os 116 integrantes da Guarda Municipal.

O prefeito e os servidores fecharam um acordo para um aumento real de cerca de 60% do salário-base em quatro parcelas anuais. A primeira será incluída nos salários já neste mês.

Com a medida, Murilo conclui a equiparação salarial dos servidores municipais aos vencimentos de 1.500 administrativos do município, beneficiados por uma lei aprovada durante a interinidade da vereadora Délia Razuk (PMDB) na prefeitura.

Há duas semanas, o prefeito já havia equiparado o salário de 700 administrativos da educação, que assim como os guardas não tinham sido beneficiados pela lei aprovada em dezembro do ano passado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério