Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 7 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Colorados pagam aposta e puxam carroça em Itaporã

15 Mai 2007 - 09h45
A pacata cidade de Itaporã viveu um final de semana diferente. Uma aposta inusitada entre gremistas e colorados agitou a cidade de pouco mais de 20 mil habitantes. Os torcedores do Internacional cumpriram a promessa e neste sábado, 12, puxaram os do Grêmio em uma carroça pelas ruas da cidade. No início do ano um grupo de amigos formalizou a aposta. O time que fosse campeão levaria o “prêmio”. Com o título do Grêmio, os colorados então cumpriram com o acordado. Foi uma verdadeira festa, que também agitou torcedores dos mais variados times.
De acordo com o cirurgião dentista Luis Alberto Rech, torcedor do Internacional, a aposta se inspira em uma tradição de vários anos praticada em cidades do interior da Região Sul, como Itapiranga, em Santa Catarina, sua terra natal. Rech que reside em Itaporã há mais de 20 anos, disse que nessas localidades, onde predominam as colonizações italianas e alemãs é tradicional este tipo de aposta. “Sem dúvida esta é uma prova de amizade, de carinho e acima de tudo, de curtir o futebol através das equipes mais tradicionais do sul”, comentou.
Rech disse que no início do ano foi desafiado pelo gremista Edson Freitas e não teve dúvida: topou a parada. Logo os dois trataram de arrumar mais 10 parceiros, formando assim um "time de futebol". Para formalizar a aposta foi realizado um jantar de confraternização e a carroça foi adquirida. No início do mês foi realizado um Gre-Nal, um jogo festivo entre os participantes. Os colorados venceram, mas neste sábado, com o Grêmio se sagrando campeão, a aposta foi paga.
A cidade foi uma agitação só. Até o prefeito Marcos Pacco (DEM), que é torcedor do Santos foi ver a festa. Ele disse que gostou da atitude. “Isso demonstra amizade entre as pessoas que vieram do sul e encontraram aque em Itaporã uma cidade acolhedora”. O produtor rural Carlos Giacobo, torcedor do Grêmio, disse que a aposta vai se perdurar em Itaporã. “Nossa intenção é mantê-la, tornando assim uma tradição na cidade”. Entristecido, o colorado Antonio Vieira disse que esta é uma forma de torcer e se divertir, “estamos unindo o útil ao agradável”, disse. Também a festa teve como atrativo uma dupla que tocou e cantou músicas tradicionais do Rio Grande do Sul, além de muito chope, claro, pago pelos perdedores.
 
 
 
Grande FM

Deixe seu Comentário

Leia Também

FALSIFICAÇÃO
Nota falsa de R$ 200 começa a circular
REABERTURA DO COMÉRCIO
Brasil e Paraguai podem reabrir comércio na fronteira em 10 dias, diz ministro
REINFECÇÃO EM ALERTA
Novo coronavírus tem segundas novas ondas de reinfecção e acendem sinal de alerta
FÁTIMA DO SUL - DICA CIA DO BICHO
Saiba o que são rações terapêuticas, Cia do Bicho destaca vários tipos, confira
BRASIL - 96.326 MORTES
Brasil tem 2.817.473 casos de Covid-19, indica consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h
EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar