Menu
SADER_FULL
segunda, 6 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Clubes europeus aceitam participar do Mundial da FIFA

10 Set 2004 - 13h41
Representantes dos principais times do futebol europeu aceitaram participar do próximo Mundial de clubes da Fifa, a ser realizado em dezembro de 2005, no Japão --a primeira edição do evento, disputada no Brasil, em 2000, foi vencida pelo Corinthians.

Os europeus, no entanto, querem algumas condições. Como o torneio será realizado em dezembro, durante a temporada de futebol na Europa, o representante do continente não precisará necessariamente enviar seu principal time.

Eles também querem ter a opção de escolher uma equipe e não de mandar obrigatoriamente o vencedor da Copa dos Campeões, o principal torneio interclubes do continente.

A idéia da Fifa é realizar a próxima edição com seis equipes, cada uma representando uma confederação --África, Europa, Oceania, Ásia, América do Sul e Concacaf (que engloba América do Norte, Central e Caribe).

A premiação total chegará a US$ 15 milhões, segundo anunciou a Fifa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TERMPESTADE
Região sul deve ser atingida por outro fenômeno menos devastador que o Ciclone Bomba
LIVE
Mulher de Fábio Porchat aparece pelada em live com Guilherme Boulos
VITIMA DA COVID 19
Antes de morrer de covid-19, jovem manda áudio: ‘Vão desligar os aparelhos’
BRASIL - 64.265 MORTES
Brasil tem 1.577.004 casos de covid-19 diagnosticados
ELEIÇÃO MUNICIPAL 2020
Campanha eleitoral de 2020 deve ser proibido comícios e aglomerações
MORTES POR COVI-19
Mãe e filha morrem vítimas da Covid-19 em intervalo de três dias
PREVENÇÃO COVID 19
Giovanna Antonelli viraliza ao mostrar truque para evitar contaminação
FEMINICÍDIO
Marido é preso após matar mulher asfixiada e na fuga causa acidente de carro e deixa 08 feridos
BORA PRA BONITO - MS - REABERTO
Hotel Águas de Bonito reabre com segurança e estrutura proporcionada para o aconchego em Bonito (MS)
BRASIL - 62.045 MORTES
Brasil passa de 62 mil mortes pelo novo coronavírus