Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 6 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Brasil tem 67 mil infectados por dengue, MS lidera ranking

10 Mar 2007 - 10h55
 verão ainda não terminou e o Brasil já registra um número alarmante de casos de dengue. Só neste ano são 67 mil pessoas infectadas, muitas com a pior forma da doença, a hemorrágica. Mato Grosso do Sul lidera no número de casos.

Quatro cidades do Noroeste de São Paulo concentram 40% dos casos de dengue no estado. Em Birigui, a produção de calçados foi prejudicada porque mil funcionários das indústrias ficaram doentes. Em Mato Grosso do Sul, há epidemia de dengue em Campo Grande, com mil notificações por dia. Oito pessoas morreram. No Maranhão foram quatro mortes.

A esteticista Cristina Marques Rumiatto, 45 anos, foi a oitava vítima neste ano da epidemia de dengue em Mato Grosso do Sul a morrer em decorrência da doença. Ela morreu, na madrugada desta sexta-feira (9), no Hospital Santa Rita, em Dourados.

Há 18 dias, foi internada com sintomas de forte gripe, sofreu parada cardíaca motivada pelo choque da febre alta causada pela dengue hemorrágica. Segundo informações do hospital a morte foi causada por hemorragia generalizada.

O superintendente de Vigilância Sanitária do estado, Eugênio Barros, informou que mais de 46 mil pessoas tiveram os sintomas da doença em Mato Grosso do Sul neste ano. Em Campo Grande, as notificações somam oficialmente 32 mil casos, sem nenhum óbito. Dourados já registra 1.921 casos e agora uma morte.

No Pará, são mais de 7.000 casos neste ano, quase o número registrado em todo o ano passado. Os agentes de saúde nem sempre conseguem entrar nas casas e aplicar o veneno que mata as larvas do mosquito. E o clima também não ajuda, já que é o período de chuvas na Amazônia.

As autoridades de saúde estão preocupadas principalmente com a dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença. Oito casos já foram confirmados no Pará, sendo quatro em Belém, onde duas pessoas morreram.

O ministro da Saúde, Agenor Álvares, recebe na próxima segunda-feira, em Brasília a força-tarefa de prefeitos que buscam mais recursos para conter a epidemia de dengue em Mato Grosso do Sul. A reunião está prevista para começar às 14h30 (horário do Estado) e contará com a presença também da secretária estadual de Saúde, Beatriz Dobashi.

A força-tarefa é composta pelos prefeitos Felipe Orro (Aquidauana), Nelson Trad Filho (Campo Grande), Moacir Kohl (Coxim), Laerte Tetila (Dourados), Eraldo Leite (Jateí), Evandro Bazzo (Jardim), Luiz Brandão (Laguna Carapã) e Simone Tebet (Três Lagoas).

Na reunião os prefeitos vão pedir ao ministro um repasse financeiro adicional ao teto financeiro da vigilância em saúde, para amenizar os gastos que estão tendo com a epidemia e também para realizar ações preventivas contra um novo surto da doença.

A maior preocupação dos prefeitos, segundo Eraldo, é que a epidemia avance para os municípios que não tenham estrutura para enfrentar a doença, já que até nos municípios maiores, como Campo Grande, por exemplo, os hospitais estão sobrecarregados.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concurso federal com salário de até R$ 6 mil encerra inscrições nesta sexta-feira
100 ANUNCIOS
Covid-19: Bolsonaro ordenou atrasar boletins para não passar em telejornais
AUXILIO EMERGENCIAL
Veja se o seu CPF foi usado e como denunciar a fraude
3º EM NÚMERO DE VÍTIMAS
Com recordes seguidos, Brasil passa dos 34 mil mortos por coronavirus
COVID-19
Micro e pequenas empresas terão acesso a crédito facilitado
VÍDEO - CAPIVARA BOA DE MERGULHO
Capivara boa de mergulho é flagrada em rio de MS, assista
CASO DE POLÍCIA
Patroa é presa sob suspeita de homicídio culposo após filho de empregada cair do 9º andar
LUTA PELA VIDA
Cantora gospel que morreu por coronavírus, fez vaquinha para pagar tratamento
ELEIÇÕES 2020
Vai ter eleição, TSE autoriza convenções partidárias virtuais para eleição deste ano
BOA NOTICIA
Auxílio emergencial deve ser estendido em mais duas parcelas de R$ 300