Menu
SADER_FULL
sexta, 16 de abril de 2021
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
Busca
Brasil

Barrichello vê equilíbrio em relação a Schumacher

18 Out 2004 - 13h48
O brasileiro Rubens Barrichello ainda não se rendeu à hegemonia de Michael Schumacher na Fórmula 1. O piloto acredita que pode equilibrar a disputa entre eles em 2005, mesmo depois de seguidas temporadas andando atrás.

Barrichello, vice-campeão mundial duas vezes, declara que ainda não se considera inferior a Schumacher, dono de sete títulos mundiais, um recorde na categoria.

- Eu não vou desistir até reconhecer que Michael é melhor do que eu e, até agora, esse não é o caso - afirmou o brasileiro.

Desde a estréia na Fórmula 1 em 1993 e, em 13 anos, Barrichello conquistou nove vitórias. Schumacher tem dois anos a mais na categoria, começou em 1991 na Jordan, e já ganhou 83 GPs.

- Quero ser campeão mundial contra ele e vou atacá-lo no próximo ano. Sou tão veloz quanto Michael - insistiu o brasileiro, que afinava esse mesmo discurso ao fim do ano passado, quando o alemão se sagrava hexacampeão.
 
 
Globo Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições