Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Aumenta demanda e setor apícola reativa Federação em MS

5 Mar 2010 - 06h19Por Diário MS
A Federação de Apicultura de Mato Grosso do Sul será oficialmente reativada a partir do dia 15 de março. Parada desde 2007, a entidade volta a funcionar devido ao crescimento da demanda e da necessidade de diversificação da apicultura no Estado, o que requer investimento dos produtores em qualificação. Em MS, o trabalho de aproximadamente 1.300 apicultores resulta em 650 toneladas de mel por ano.

Só no ano passado, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MS) realizou 55 cursos voltados para a produção de mel. São cinco cursos diferentes para a área de apicultura, abordando assuntos como os manejos de abelhas indígenas sem ferrão, manejo básico de colméias, produção de própolis, produção de pólen e produção de rainha e geléia real são oferecidos. “O Senar tem uma cadeira na Câmara Setorial de Apicultura do Estado. Assim, além de cursos podemos atuar no aconselhamento dos assuntos propostos pelos produtores”, aponta a representante do Senar-MS da Câmara, Leila Maciel.

Também o presidente da Federação de Apicultura, Gustavo Bijos, prepara a atuação junto aos apicultores. “As ações que pretendemos desenvolver visam dinamizar o mercado apícola do Estado. Um exemplo é a técnica de extração do mel, a qual requer manejo específico e capacitação dos produtores”, explica.

A Federação atende 24 associações de produtores de mel e o objetivo agora é preparar esses apicultores e auxiliar as associações para que melhorem a infra-estrutura de produção e assim implantar no Estado o sistema de rastreabilidade. Esse sistema é baseado no Programa de Alimentos Seguros (PAS), que através da parceria de instituições do Sistema S atua com a disseminação das boas práticas na produção de alimentos.

Outro motivo importante para a reativação da Federação são os investimentos que os apicultores podem receber. “No Brasil existem muitos programas que podem ajudar as associações do Estado nas questões de melhorar infra-estrutura e capacitação técnica para os apicultores, mas sem uma federação organizada, não conseguíamos trazer para cá estes benefícios”, ressalta o presidente.

Ele também conta que no dia 10 de março, o presidente da Confederação Brasileira de Apicultura estará em Mato Grosso do Sul para articular ações de georeferenciamento da produção estadual com o governador André Puccinelli. “É uma oportunidade e vamos trabalhar para melhorar as condições do setor”, avalia Bijos.

Importância da capacitação

O apicultor Adriano de Souza trabalha com a produção de mel em Jardim. Das 58 colméias que ele mantém, conseguiu extrair 4,2 mil quilos de mel no ano passado. Souza vende seu produto por atacado para compradores que embalam o mel e aposta no crescimento do setor. Sobre capacitação, o produtor conta que procura sempre informações e isso tem rendido resultados. “O meu interesse por conhecimento, por encontrar as melhores técnicas de produção me fizeram ter um rendimento por colméia muito maior que a média do Estado”, afirma.

Leia Também

ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 87,4 mil casos e 133 mortes em 24 horas
HOMICIDIO EM SÉRIES
Bandido que comia olhos, orelhas e bebia sangue de vítimas é preso