Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 25 de julho de 2021
Busca
Brasil

Arilson visa geração de emprego e renda com curso no distrito em Jateí

5 Ago 2010 - 06h00Por Valéria Batista / Fátima News

A Prefeitura do município de Jateí administrada por Arilson Targino (PSDB) iniciou mais um curso que visa a geração de emprego e renda, desta vez artesanato com Fibra de Bananeira, através da Secretaria de Assistência Social desenvolvido pelo o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR).

 

 

O curso direcionado as mulheres integrantes do conviver e comunidade do distrito Nova Esperança esta sendo ministrado pela instrutora do Senar Claudete Medeiros Busciole do município de Itaquiraí, com 15 participantes entre os dias três e treze de agosto nas dependências do Clube de Mães do distrito, na qual receberão certificado com 40horas/aula. Este é o primeiro módulo do curso que objetiva preparar a fibra da bananeira para o artesanato aplicando as técnicas de separação de lavagem, secagem e armazenamento, com o processo desde o corte do tronco da bananeira, com sua retirada e seleção da matéria-prima para o preparo das fibras. “A criatividade do artesão é que define as várias possibilidades de utilização da fibra, inúmeras são os objetos que podem ser confeccionados com essa técnica” diz Busciole.

 

 

Nas palavras da primeira-dama Secretaria de Assistência Social Mafalda Targino a valorização do trabalho artesanal abre campo, para uma série de diferentes técnicas de artesanato e a fibra de bananeira é uma delas, possibilitando a geração de renda para famílias que vivem tanto no campo quanto na cidade. “Esta turma com certeza irá fazer lindos trabalhos, mas para isso é necessário atenção e dedicação de todas as participantes, lembrando que na próxima etapa concluirão com as confecções das peças”.

 

 

O mobilizador do Senar local José Pereira da Silva que também é o vice-prefeito e presidente do Sindicato Rural de Jateí, esteve na abertura dos trabalhos e deixou clara a sua satisfação em ser parceiro para a realização deste curso que visa a integração e geração de emprego e renda. “Buscamos vários cursos semelhantes a estes através de boas sugestões, interagindo as participantes e incentivando os trabalhos em grupo, para que no se tronaram bons artesões expondo em feiras do empreendedorismo” diz José Pereira. Participaram também da solenidade de abertura o vereador Novinho, assessor distrital Aloísio Quelé, e equipe da Secretaria de Assistência Social.

 

 

As fibras da folha da bananeira são resistentes e flexíveis, e com isso esta sendo valorizada podendo se transformar em peças de artesanato originais e criativas, como bolsas de passeio, sacolas de mercado, enfeite para encapar vidro, chapéu entre muitos outros.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista
FLAGRA
Vigilante descobre traição e mata amante da esposa com 3 tiros
SOB INVESTIGAÇÃO
"Te achei!", gritou suspeito antes de matar jovem de 16 anos com 10 tiros