Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 23 de junho de 2021
Busca
Brasil

ALL nega paralisação de ferroviários em Mato Grosso do Sul

14 Out 2009 - 17h39Por Mídia Max
A ALL informou que os funcionários da empresa não estão em greve. Por meio da assessoria de imprensa, a empresa disse que a paralisação envolveu os colaboradores da empresa Salustiano & Salustiano, prestadora de serviços da ALL. De acordo com a empresa, os contratos de prestação de serviços firmados junto às empresas terceirizadas exigem o pagamento dos funcionários no devido prazo, recolhimento de impostos, FGTS e demais benefícios de direito dos trabalhadores, além da utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), de responsabilidade das empresas contratadas. Também é exigido das empresas terceirizadas que forneçam as devidas condições de trabalho necessárias aos seus empregados.

Ainda na nota empresa ALL diz que repudia qualquer medida que prejudique os trabalhadores e irá notificar a empresa contratada para que cumpra com as exigências em um prazo máximo de 30 dias, sob pena de rescisão do contrato de prestação de serviços.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai