Menu
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
sexta, 20 de setembro de 2019
CÂMARA VICENTINA SETEMBRO
Busca
DENTAL ART
Brasil

Técnicos da UFGD vão parar por três dias em greve de alerta

15 Jun 2007 - 09h00

Os técnicos administrativos da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) aprovaram esta semana a paralisação das atividades por três dias. A greve de alerta por 72 horas será realizada de terça-feira, 19 de junho, até quinta-feira, dia 21. O trabalho administrativo dos técnicos da Universidade será retomado na sexta-feira.


De acordo com o coordenador do Sindicato dos técnicos das Universidades Federais de Mato Grosso do Sul, Gilberto Braga, a paralisação de três dias foi decidida em assembléia na quarta-feira. 43 universidades do país já estão com as atividades paralisadas.

Gilberto Braga disse ainda que a paralisação servirá como alerta ao governo federal para aceleração das negociações. Os técnicos reivindicam a retirada de um projeto do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que limita os reajustes de funcionários em 1,5% acima da inflação pelo período de 10 anos, entre outras propostas.

 

 

 

 

Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO BELO RESORT
Atenção Escolas, o Campo Belo Resort é o lugar perfeito para receber grupo escolar, VEJA COMO
FÁTIMA DO SUL - CACAU SHOW
Surpreenda quem você ama com lindas cestas na Cacau Show de Fátima do Sul
FALAM EM MILAGRE
Túmulo que verte água em cidade do Paraná intriga moradores. Não há explicação
ABUSO SEXUAL
Líder religioso é preso acusado de estuprar 14 adolescentes
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Maria da Paz e Amadeu salvam a vida de Chiclete após atropelamento
+ ALTA
Petrobras eleva preço da gasolina em 3,5% e do diesel em 4,2%
MILIONÁRIOS
Bolão de funcionários da liderança do PT na Câmara ganha R$ 120 milhões da Mega-Sena
CAMPEÃO COPA DO BRASIL
Athletico-PR derrota Internacional e é campeão da Copa do Brasil
FAMOSIDADES
Antes de beijos em boate,Anitta convidava bailarina para apimentar relação com Scooby
AFRONTA
Modelo brasileira posa nua e quase é presa na Coreia do Norte