Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de março de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Setor reivindica revisão da classificação de carcaça

23 Ago 2004 - 17h03

Para o produtor rural, a Instrução Normativa sobre a classificação de carcaças precisa ser  debatida e revista de forma que não se torne uma armadilha para o setor. O assunto foi discutido hoje, na 2ª  reunião de debate do tema, realizada hoje (23), na Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), com pecuaristas, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Famasul. 

 

Com esta proposta, a instrução prevê a obrigatoriedade de implantação do Sistema a partir de janeiro de 2005, e tem como finalidade apenas a descrição das condições de carcaça, com custo certo e sem previsão de retorno em remuneração ao produtor.

 

Segundo o fiscal federal agropecuário, Carlos Eduardo Tedesco, o MAPA, que construiu a posposta atual do sistema de classificação, não pode regular sozinho o mercado, por isso a necessidade do debate. “Isto precisa ser discutido, principalmente entre os produtores e a indústria, as duas partes mais importantes da cadeia produtiva”, ressalta.

 

De acordo com Ademar Silva Júnior, diretor-secretário da Famasul, a maior reivindicação é a suspensão do prazo determinado e a necessidade do sistema ter um caráter facultativo. Ele explica que apenas 20% da carne produzida hoje, no Estado, iria alcançar o padrão ideal pré-determinado na instrução. Dessa forma, a obrigatoriedade do sistema acabaria penalizando em grande parte os produtores. “Em vez disso, queremos que estes 20% produzidos sejam premiados com uma remuneração melhor, pela sua qualidade, sem penalizar os 80% restantes, o que prejudicaria muito o pecuarista que já enfrenta uma remuneração tão baixa na sua atividade”, diz Ademar.

 

Ele lembra que Mato Grosso do Sul é o principal fornecedor de carne para o Brasil.  “E por isso, não podemos simplesmente aceitar as decisões tomadas, temos que tomar à frente no debate, e posteriormente levar as questões levantadas para o âmbito nacional”, defende.

 

A próxima reunião está prevista para o dia 13 de Setembro, na Famasul. O Sindicato das indústrias frigoríficas será convidado a participar, juntamente com os produtores e os representantes do Ministério.

 

 

Famasul

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIUMES
Marido vê foto de outro no celular e agride mulher na cabeça e a joga para fora do carro
ORAÇÕES
Estado de saúde de Cláudia Rodrigues (a diarista) é grave
PAULISTÃO IV
“Hoje foi realmente a estreia do São Paulo”, diz Mancini após vitória
PAULISTÃO III
Carille vê Corinthians abaixo: “Fomos premiados com o empate”
PAULISTÃO II
Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante
PAULISTÃO
Santos aproveita falhas do Red Bull e abre boa vantagem no Pacaembu
MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local
CRIMINOSO FORAGIDO
Homem invade apartamento para roubar e estupra adolescente
FAMOSIDADES
Leonardo não foi ao casamento da filha, Jéssica, porque se irritou com o "cache" recebido pelo casal