Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 21 de setembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Setor de frango já sente efeitos da crise grega

25 Mai 2010 - 10h06Por Agrolink

A crise grega, que se espalhou também por outros países da Europa, começa a afetar o Brasil. Um dos principais setores de exportação, o de frango, já sente a retração das vendas neste ano.

É o que deverá mostrar os dados da Ubabef (União Brasileira de Avicultura) a serem divulgados hoje (25).
 
Os europeus compraram 15% menos frango dos brasileiros nos quatro primeiros meses deste ano em relação a igual período anterior.

Na avaliação dos europeus, essa queda foi provocada pela crise grega, que está freando o consumo interno.

Francisco Turra, presidente-executivo da Ubabef, não descarta, porém, uma busca de proteção do mercado.

Para proteger os produtores locais, os europeus criaram medidas unilaterais e querem adotar um novo sistema de cotas.

Produtores e exportadores brasileiros estudam medidas contra eles na OMC (Organização Mundial do Comércio).
O mercado europeu é importante para o Brasil. Serve de passaporte para outros mercados. Foi assim com a China, que não teve dificuldades em aprovar os frigoríficos já habilitados para exportar para a Europa, diz Turra.

Se a União Europeia tenta criar barreiras, os brasileiros apostam ainda mais no mercado russo, que impôs restrições ao frango dos EUA.

Além disso, Turra diz que o produto brasileiro está ganhando bom espaço em países asiáticos e africanos, depois que a indústria nacional teve de buscar novos parceiros devido à crise de 2008.

O setor de carne bovina ainda não sentiu nos números a queda de embarques para a União Europeia, mas isso deve ocorrer a partir da segunda quinzena de junho, segundo Otávio Cançado, da Abiec (associação do setor).

Já os exportadores de suínos, devido à concentração de vendas à Rússia, estão otimistas com 2010, diz Pedro Camargo Neto, da Abipecs.

Ambiente Os últimos anos dos produtores do oeste baiano foram de estudos da teia de legislação sobre o assunto e embates acirrados com órgãos reguladores.

Livres Feito um acordo, em três anos os produtores esperam fazer um plantio totalmente dentro das normas acertadas com esses órgãos estaduais e federais.

Sem promoção A devolução de US$ 0,54 por galão (3,785 litros) de combustível que a Unica promoveria hoje em Washington (EUA) foi cancelada pelos postos.

Taxa O valor corresponde à taxa que os EUA impõem à importação do álcool. Joel Velasco diz que a Unica (associação das usinas) continuará buscando um mercado aberto e competitivo.

Cobre O metal está em baixa. Além de o mercado já ter assimilado os efeitos do terremoto no Chile neste ano, a crise econômica iniciada na Grécia desacelerou a demanda pelo metal.

Aqui... O excesso de chuva durante a colheita de trigo no ano passado dificultou a produção de sementes de qualidade no Brasil. Por isso, alguns produtores resolveram não plantar o cereal.

...e lá Na Argentina, a falta de sementes de qualidade ocorreu devido à seca do ano passado, que afetou a produção. O governo liberou o uso de semente não certificada para o plantio desta safra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH
REALITY SHOW
‘A fazenda’: conheça os 16 participantes da nova edição
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta é presa por causa de armação de Luzia
REALITY SHOW
“A Fazenda 10”: Gabi Prado passa mal e Nadja vira alvo dos participantes
SURRA
Video: Homem faz proposta sexual e é agredido de cinta no meio da rua
REALITY SHOW
Em 1ª dia de 'A Fazenda', Ana Paula ganha carro e vira meme
ABANDONO
Dois dias sem comer: irmãos de 2 e 4 anos são encontrados sozinhos em casa