Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Serra diz que só deixaria prefeitura em 2006 se morresse

14 Set 2004 - 16h18
O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, afirmou hoje durante sabatina da Folha que não deixará o cargo, se eleito, em 2006 para concorrer ao governo do Estado ou à Presidência da República.

"Só se Deus me tirar a vida. Só saio se houver uma desgraça que me envolva", disse ele, ao responder uma pergunta sobre a possibilidade de deixar o cargo para seu candidato a vice, o deputado Gilberto Kassab (PFL).

Ele negou que esconda da biografia de Kassab o fato de ter sido secretário do ex-prefeito Celso Pitta (1997-2000). Serra também negou irregularidades com o patrimônio de Kassab, que é investigado pelo Ministério Público.

"O Kassab apresentou elementos.Outros também tiveram aumento de patrimônio. O importante [para o aumento de patrmônio] é ter explicação. O problema é se foi de forma ilegal."

Ele descreveu Kassab como homem experimentado ao mencionar as suas qualidades para assumir a vice-prefeitura.

Maluf


Questionado sobre a não-apresentação de ataques contra o candidato do PP, Paulo Maluf, Serra disse que as investigações envolvendo o ex-prefeito ainda não estão concluídas.

"Porque está nas mãos da Justiça [não faço acusações]. Não tem conclusão ainda. Se falar no horário gratuito, dá direito de resposta", disse.

Educação

Serra criticou a forma como a prefeita Marta Suplicy aplica os recursos para a educação. "O CEU [Centro Educacional Unificado] tem 5% dos alunos e consome 40% do custeio. Os demais [alunos] têm 60% do custeio."
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação