Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 16 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Sem jogadores, Parreira paralisa treino da seleção

1 Jul 2004 - 15h13
O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, não conseguiu completar o treino da manhã desta quinta-feira, em Teresópolis (Rio de Janeiro), por falta de jogadores.

Durante o coletivo, atacante Ricardo Oliveira teve que deixar o gramado após levar uma pancada no joelho esquerdo. O departamento médico anunciou que a lesão não é grave.

Minutos depois, o meia Vinícius, do Flamengo e da seleção brasileira sub-20, que havia entrado no lugar de Ricardo Oliveira para completar o grupo, também se lesionou. Com isso, Parreira foi obrigado a acabar com o treinamento.

Antes de embarcar para o Peru, na noite desta quinta, às 23h30, para a disputa da Copa América, a seleção volta a treinar às 15h30. O goleiro Júlio César e o meia Felipe, que participaram da derrota do Flamengo para o Santo André, na final da Copa do Brasil, irão se apresentar no aeroporto.

O Brasil está no Grupo C da Copa América e fará a sua estréia contra o Chile, no dia 8 de julho, na cidade de Arequipa. Costa Rica e Paraguai completam a chave.

 

Folha Online


Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo