Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Secretária divulga relatório das gestantes com HIV/Aids

2 Dez 2004 - 10h21

A Secretaria de Estado de Saúde realizou um estudo retrospectivo do perfil das gestantes diagnosticadas para a infecção do HIV durante o pré-natal em Mato Grosso do Sul no período de 1997 a julho de 2004.

 

Há em vigor no Estado a Lei Estadual n° 2320 (Mato Grosso do Sul, 2001) que visa a obrigatoriedade do oferecimento do teste HIV/Aids à todas as gestantes, ou seja, o médico que atende a gestante no pré-natal é obrigado a solicitar, juntamente com os demais exames, o teste anti-HIV, caso a gestante tenha dado seu consentimento.

 

Muitas mulheres, apesar de terem realizado o pré-natal, chegam ao trabalho de parto sem terem sido aconselhadas e testadas para o HIV. Há, ainda, aquelas que apesar de terem sido testadas, não dispõem do resultado do teste e aquelas que sequer realizaram o pré-natal. Para essas mulheres, a única oportunidade de terem o acesso ao teste anti-HIV é no momento do parto, o que traz questionamento sobre aspectos éticos da realização do teste e do aconselhamento nesta situação.

 

Há evidências de que a maioria dos casos de transmissão vertical do HIV (cerca de 65%), ocorre mais tardiamente na gestação e, principalmente, durante o trabalho de parto e no parto propriamente dito. Posteriormente, se a mulher amamentar a criança, há ainda um risco adicional de, em média, 15% de transmissão do HIV por essa via.

 

Após análise da distribuição referente a idade das gestantes portadoras do HIV/Aids, verifica-se que a faixa etária predominante compreende entre os 20 e 29 anos de idade, com um total de 64,8% gestantes portadoras do HIV/Aids. Foi observado que 13,5% encontram-se na faixa etária entre 13 e 19 anos, cada vez mais atingindo adolescentes e mulheres jovens.

 

 A principal via de transmissão do HIV durante este estudo é a sexual, sendo 72,7% do total de gestantes. Verifica-se que em relação ao número de parceiros 31,4% tiveram parceiro único, gestante com multiparceiros foram 27% e parceira de usuário de drogas foram aproximadamente 14,3%. Quanto ao uso de drogas 4,1% das gestantes relataram ter este hábito e 0,3% foi transfundida. Verificou-se ainda que a percentagem de categoria de exposição ignorada foi de 22,9%.

 

No período de 1997 a julho de 2004, foram diagnosticados 70,7% durante a gestação, na hora do parto 9,7% e 14,5% dos diagnósticos foram feitos antes da gestação. Após o nascimento 1,5 destas gestantes ficaram sabendo do seu diagnósticos e 3,6% não foi possível obter os dados devido à falta dos mesmos na ficha de notificação de gestantes e crianças expostas, bem como de seus prontuários.

 

Foi observado que o início do tratamento com antiretrovirais (ARV) das gestantes portadoras do HIV/Aids 23,2% foi antes da 14ª semana de gravidez, já entre a 14ª e 27ª semana foram 26,5%, na 28ª semana foram 13%, da 29ª a 36ª semana foram 17,6% das gestantes. Destas 15,8% gestantes não fizeram o uso dos ARV e 3,9% foi ignorado este dado nas fontes de pesquisa.

 

Atualmente, sabe-se que o objetivo da profilaxia da transmissão vertical do HIV com medicamentos antiretrovirais é o de fazer com que a gestante infectada pelo HIV apresente a menor carga viral possível na hora do parto, diminuindo o risco da transmissão do HIV da mãe para filho.

 

Em nosso Estado, 75,2% das gestantes portadoras do HIV/Aids foram submetidas à cesariana eletiva, foram 15,1% de parto vaginal e 8,1% das gestantes tiveram parto cesariano de urgência. Não foi possível saber o tipo de parto de 1,6% gestante.

 

A distribuição da procedência das gestantes infectadas pelo HIV com incidência maior no interior do estado 59,4% do que na capital com 40,6% que demonstra a realidade da interiorização do HIV e a boa distribuição de recursos materiais e financeiros que dão condições de diagnóstico e rastreamento não só na capital, mas em todo o Estado.

 

 

Fátima News 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BBB 18 - Vencedora
Veja a casa de Gleici, do'BBB 18': Sister teve o pai assassinado pelo tráfico e passou fome
Concurso Público
Polícia Federal publica autorização para promover concurso público com 500 vagas
BBB 18
'BBB 18': Gleici fala sobre planos para mudar a vida após vencer o programa
Novela Global
Fim de 'Outro lado': Clara declara amor a Gael
Fatalidade
Trabalhador morre eletrocutado em propriedade rural
Tragedia
190km/h: Motorista e passageiro morrem em grave acidente
Tapetão
MP entra no caso e Palmeiras se 'arma' para anular a final do Paulistão
Macabro
Até ser descoberto, homem pedia marmita para o pai morto
VICENTINA - PAIXÃO DE CRISTO
Assista a 'Paixão de Cristo' realizada pela Paróquia Nossa Senhora dos Apóstolos em Vicentina
BBB 18 - Final
Campeã do 'BBB18', Gleici quer manter romance com Wagner: 'Lutei pra conquistar'