Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 20 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Salários baixos desestimulam emprego nas indústrias de MS

7 Jun 2010 - 15h08Por Agora MS

A falta de mão-de-obra especializada para atuar no complexo industrial de Mato Grosso do Sul deve ao desestímulo, que os próprios empresários do setor propiciam quando oferecem baixos salários para os empregados. A opinião é de Rinaldo de Souza Salomão, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação e Afins de Campo Grande e Região.

O sindicalista informou que a maioria das indústrias paga pisos que variam de R$ 10,00 a R$ 70,00 acima do salário mínimo vigente no País (R$ 510,00). “Como pode se estabelecer um piso de apenas R$ 520,00 quando o salário mínimo é de R$ 510,00?” critica Rinaldo Salomão que culpa a própria FIEMS como uma das negociadoras de convenções coletivas de trabalho do setor industrial.

Na semana passada, a própria FIEMS, segundo Rinaldo, foi à imprensa para dizer que faltava mão-de-obra para o setor de vestuário e outros. “Como eles querem atrair trabalhadores se acabam de fechar a convenção dessa categoria estabelecendo um piso de apenas R$ 555,00, ou seja, apenas R$ 45,00 acima do salário mínimo. Simplesmente não dá não vão conseguir nunca suprir a necessidade”, afirma o sindicalista que pede o empenho das autoridades, principalmente o Governo do Estado, para que intervenha nesse processo e que os trabalhadores passem a ganhar salários “decentes”, diz.

Rinaldo Salomão explicou que o Governo do Estado seria fundamental nessa negociação uma vez que é ele, quem concede grandes incentivos fiscais por anos a fio e até concede áreas para essas empresas se instalarem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS