Menu
SADER_FULL
sábado, 18 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Rincón admite rever aposentadoria e culpa Citadini

29 Jun 2004 - 15h45

Após acertar sua rescisão de contrato com o Corinthians, o meia Rincón já admite continuar a jogar. Com 37 anos, ele havia avisado que pararia assim que terminasse seu contrato com o clube, no final do ano.

"Vamos ver. Vou pensar um pouco mais. A porrada foi muito forte e tenho que me recuperar um pouco. Só fiz acordo no Corinthians por causa do Andres (Sanchez, vice-presidente de esportes terrestres). Ele foi correto comigo."

Rincón, que aceitou receber R$ 400 mil após ter pedido R$ 2 milhões, diz que o Corinthians está em má situação devido à presença do vice-presidente de futebol, Antonio Roque Citadini. "Ele (Citadini) maquinou tudo por trás para ver minha saída. O Citadini foi sacana demais. O clube que eu deixei é totalmente do que eu voltei. Para mim, quando o Citadini chegou ao Corinthians, o clube despencou."

O colombiano elogia Tite, mas diz que depois ele não foi correto. "Ele foi homem e disse na minha cara que não queria trabalhar comigo. Depois se prestou a essa palhaçada. Ele está garantindo o emprego dele. Faltou personalidade para ele (Tite), faltou tudo. O Mário Sérgio foi homem e não assumiu o que o Tite aceitou. Ele aceitou tudo o que a diretoria queria. Ele se esconde atrás de um terno para mostrar o que não é. Soube de coisas depois e não queria acreditar que tenha dito", afirmou.

O veterano jogador nega que tenha tido problemas de relacionamento com os colegas e ironiza o gosto de alguns deles. "Inventaram que tinha panelas e briguei com o Fabrício. Eu me aproximei dos mais experientes porque estava preocupado com a situação. Eu não sou um cara de videogame, nem jogo com meu filho em casa. Os mais novos gostam disso."

Rincón diz que foi bode expiatório para a crise política do clube. "Estou mais aliviado. Quero ver para quem vai a culpa de tudo que acontecer com o Corinthians. Não vou deixar de gostar do time, tenho um amor diferente pelo clube."

Mas o colombiano disse que não se arrepende do que fez "Valeu a pena voltar porque aprendi. O futebol é muito sujo. Quem quer viver do futebol tem que ter coração de aço. O clube que deixei (em 2000) é totalmente diferente, para mim o Corinthians despencou", finalizou.

 

Terra Esporte

Deixe seu Comentário

Leia Também

CANCELAMENTO DE BOLSA FAMILIA EM 2019
Governo federal cancelou 1,3 milhão de benefícios do Bolsa Família em 2019 por irregularidades
CELULAR
Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos
A CASA CAIU
Mulher acha que marido morreu, busca detetive e descobre traição: 'Agora é ex'
LUTO - IASD
Morre primeiro líder máster de desbravadores investido no Brasil
OVNI OU SATÉLITE?
Objetos não identificados no céu chamam a atenção de moradores
SANGUE FRIO
Homem mata desafeto e continua vendendo picolé nas ruas da cidade
PERIGO DA NARGUILÉ
Jovem contrai doença após fumar narguilé e alerta: 'Abandonem essa porcaria'
100 CULTURA
Escola joga pela janela livros que recebeu como doação
EMPREGADO
Jovem que salvou criança de ataque de pitbull consegue emprego
DINHEIRO NA PRAÇA
Começa hoje o pagamento de abono salarial do PIS-Pasep