Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 20 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Recuperação do Taquari vai ser incluída no PPA do governo federal

22 Out 2010 - 07h42Por Fátima News com assessoria

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) anunciou nesta quinta-feira, 21 de outubro, no município de Rio Verde, que as ações para a recuperação do Rio Taquari vão ser incluídas Plano Plurianual-PPA, do governo federal, com uma rubrica que autorizará a destinação permanente de recursos do Orçamento Geral da União para custear todas as obras e serviços necessários a reverter aquele que é considerado um dos maiores desastres ecológicos do país.

 

“A inclusão do Taquari no PPA está prevista em projeto-de-lei que vai ser aprovado pelo Congresso Nacional logo após o segundo turno das eleições. A criação dessa  rubrica significa que , em todo orçamento da União a partir de 2011  haverá a previsão de recursos para a recuperação do rio. Não serão investimentos pequenos. Estima-se algo em torno de R$ 800 milhões, para acabar com o assoreamento que há mais de 30 anos destrói o Taquari e centenas de propriedades rurais que ficam às suas margens, desde Coxim até  Corumbá. Não podemos perder tempo. A idéia é fazer em novembro uma grande reunião em Brasília, com todos os prefeitos dos municípios impactados, mais os três senadores, os oito deputados federais e o governo do estado, com o relator geral do Orçamento da União de 2011, deputado Gim Argelo. Temos que sensibilizar o relator para colocar, já no ano que vem, um valor considerável para a recuperação do Taquari no Orçamento da União”, disse Delcídio, durante o Seminário de Desenvolvimento Territorial da Região Norte de Mato Grosso do Sul, promovido pelo COINTA (Consorcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Sustentável da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari) no auditório da  Uniderp/Anhaguera,

 

Segundo o senador, além do dinheiro do Orçamento Geral da União,  possivelmente serão utilizados recursos vindos do exterior.

 

“Já conversei com representantes de entidades internacionais que têm interesse em investir na recuperação do rio Taquari. E elas não vão fazer isso a título de favor com o Brasil. São instituições que sabem o reflexo para a imagem delas de um projeto de recuperação ambiental como esse. Estou muito feliz porque sinto que estamos avançando e finalmente vamos dar uma solução a um problema que  se arrasta desde os anos 70”, comentou.

 

Entre 2008 e 2010 o COINTA realizou três encontros em diferentes regiões do estado para discutir a recuperação do rio Taquari. Em todos Delcídio esteve presente.

 

“Mato Grosso do Sul e a Região Centro-Oeste sofrem com essa tragédia do Taquari, mas,  infelizmente,  o Ministério do Meio Ambiente só consegue enxergar a Amazônia. Já discutimos a questão do assoreamento do Taquari em Corumbá, depois em Coxim e agora aqui em Rio Verde. Esse é um programa que vai se estender por pelo  menos sete anos. Vamos ter que trabalhar juntos, prefeitos, vereadores, deputados, senadores e o governo do Estado. Já temos em mãos o estudo elaborado por técnicos  da Transrio, empresa especializada em desassoreamento de rios, que foi indicada pelo Ministério da Integração Nacional. Agora é na política que vamos viabilizar a recuperação do Taquari”, afirmou o senador.  Em 2008, Delcídio conseguiu junto a então ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, a criação de um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI), formado pelos ministérios da Integração Nacional, Meio Ambiente, Transportes, Desenvolvimento Agrário, Planejamento e Agricultura para elaborar ações voltadas para a recuperação do Taquari.

 

 

Investimentos

Ainda em Rio Verde, Delcídio anunciou que está em fase de licitação  a aplicação de R$ 4,2 milhões que ajudou a viabilizar em 2007 junto ao Fundo Nacional do Meio Ambiente Ministério da Integração Nacional para  o governo do estado investir nos municípios impactados pelo Taquari. São R$ 3,5 milhões para recuperação de áreas degradadas, R$ 350 mil para o plano de gestão de resíduos sólidos da bacia hidrográfica do Taquari e R$ 300 mil para a construção da rede de viveiros de mudas de espécies nativas.

 

O COINTA é uma entidade formada por onze municípios: Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Pedro Gomes, Rio Verde, São Gabriel do Oeste, Sonora e Rio Negro, presidida pelo prefeito de Sonora, Zelir Antonio Maggioni. Todos estiveram representados no evento em Rio Verde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SOB INVESTIGAÇÃO
Menina de um ano morre e IML aponta agressão física como causa da morte
CASO NEYMAR
Caso Neymar: Polícia francesa recupera imagens de hotel
MUNDO DA MÚSICA
Ludmilla posta foto de biquíni ao lado da namorada e faz declaração
JUSTICEIROS
Revoltados, moradores ateiam fogo em casa de bebê morto. Pai, mãe e avó estão presos
MILIONARIO
Apostador de Osasco-SP acerta dezenas e leva R$ 124 milhões da Mega-Sena
VIOLENCIA DOMESTICA
Jovem que agrediu a própria mãe por não poder ir a baile funk é presa
ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular