Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 20 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Reajuste do seguro desemprego beneficia 5,6 milhões

4 Abr 2007 - 04h38
 

Mais de 5,6 milhões de trabalhadores deverão receber o aumento de 8,57% do seguro desemprego este ano. A partir desta semana, o valor mínimo de cada parcela do benefício será de R$ 380 (novo salário-mínimo) e o máximo, de R$ 710,97. O aumento acompanha a valorização do salário-mínimo, que foi reajustado a partir de segunda-feira.

Com o reajuste do mínimo, o conselho deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou resolução que atualiza a tabela do benefício. O trabalhador recebe o seguro com base nos três últimos meses trabalhados. O número de parcelas varia de acordo com o tempo em que o trabalhador esteve empregado nos 36 meses anteriores à dispensa sem justa causa.

Quem recebeu um salário-mínimo, terá direito a parcelas de R$ 380. Para quem recebeu até R$ 627,29, deve-se multiplicar o salário médio dos três últimos meses por 0,8 (80%). Quem teve uma média salarial (três últimos meses) de R$ 627,30 até R$ 1.045,58, ao que exceder a 627,29 deve-se multiplicar o fator 0,5 (50%), somando-se ao resultado o valor de R$ 501,83. Salários acima de R$ 1.045,58 recebem parcelas de R$ 710,97, valor máximo das parcelas do seguro.

O benefício é concedido em, no máximo, cinco parcelas: três parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de seis a onze meses, nos últimos três anos; quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo entre 12 e 23 meses, nos últimos três anos. O máximo de cinco parcelas será concedido ao trabalhador com vínculo superior a 24 meses, nos últimos três anos.

 

 

Globo Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUPERAÇÃO
Jovem que morou 5 anos nas ruas se forma em Direito
FENÔMENO
Maior superlua de 2019 iluminará o céu nesta terça, 19
FAMOSIDADES
Padre sertanejo acusado de ostentação cobra entrada de idosos para assistir programa
ACIDENTE FATAL
Adolescente é atropelada quando levava pai em cadeira de rodas, veja o vídeo
VIOLENCIA DOMESTICA
'Não consigo reconhecê-la', diz irmão de mulher espancada no 1° encontro
O REI ROBERTO CARLOS
Roberto Carlos vestiu rosa e se mostrou contrário a projeto de Jair Bolsonaro
BRIGA NO PLANALTO
Magoado e traído, Bebianno não vai poupar filho de Bolsonaro
TRÁGICO
Mãe do piloto de Ricardo Boechat morre três dias após o filho
OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa