Menu
SADER_FULL
terça, 18 de junho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Publicado decreto que autoriza Estado a isentar produtores rurais

21 Jun 2007 - 10h02
Publicado hoje no Diário Oficial decreto legislativo que autoriza o Poder Executivo a dispensar a cobrança de valores devidos por produtores rurais e estabelecimentos abatedores, em decorrência do abate compulsório de animais. O projeto foi aprovado ontem, na Assembléia Legislativa, após acordo de lideranças.

Os produtores rurais pecuários e estabelecimentos abatedores de bovinos ficarão dispensado de pagar emolumentos, preços ou taxas pelas prestações de serviços relativas à emissão da nota fiscal de produtor (NFP) pela Secretaria de Estado de Fazenda; emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) e de autorização para o Abate; contribuição do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul).

O relator da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, o deputado Reinaldo Azambuja (PSDB). De acordo com Azambuja, este projeto beneficiará os proprietários de 45 mil reses abatidas dos municípios, Eldorado, Mundo Novo e Japorã, atingidos pelos focos de febre aftosa.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados