Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Programa entrega mais 139 moradias na Capital

9 Set 2010 - 10h16Por Campo Grande News

O programa habitacional executado pelo Estado de Mato Grosso do Sul em parceria com a União e o município entrega as chaves da casa própria para 139 famílias de Campo Grande nesta quinta-feira (9).

As unidades, no Residencial Iguatemi garantirão aos novos mutuários o direito à moradia digna e o fim de despesas com aluguel.

A Secretaria de Habitação e das Cidades informou que para a realização do empreendimento foram garantidos, através do PSH/2009 (Programa de Subsídios à Habitação de Interesse Social), em parceria com o Programa Casa da Gente, e a prefeitura municipal, aproximadamente R$ 2,1 milhões na edificação das moradias.

As casas do Residencial Iguatemi são compostas de 32 metros quadrados (dois quartos, sala/cozinha e banheiro e infraestrutura externa), todas destinadas a famílias com renda de até três salários mínimos.

Os recursos investidos para a edificação das moradias foram divididos entre União (R$ 973.000,00), Estado (R$ 859.020,00) e Prefeitura (R$ 278.000,00).

A solenidade acontece às 9 horas, na rua Elias Chacha Contim, s/nº, esquina com a rua Dorcelina Folador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat