Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prévia da inflação oficial sobe 0,31% em setembro, aponta IBGE

21 Set 2010 - 10h38Por Folha Online

O IPCA-15, prévia da inflação oficial, registrou alta de 0,31% em setembro, acelerando frente à deflação de 0,05% verificada em agosto, de acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados nesta terça-feira.

De janeiro a setembro, o índice acumula elevação de 3,53%. Nos últimos 12 meses terminados em setembro, o IPCA-15 tem incremento de 4,57%, ante 4,44% observados no período imediatamente anterior.

No acumulado de julho a setembro, o IPCA-E --que é IPCA-15 nesse período-- subiu 0,17%. Em igual período no ano passado, esse índice chegou a 0,64%.

Os preços dos alimentos voltaram a ficar mais caros e foram decisivos para o resultado. Esses itens tiveram alta de 0,30%, contribuindo com 0,07 p.p. (ponto percentual) no índice. Nos meses anteriores, os produtos alimentícios estavam em queda -- -0,68% em agosto, e -0,80% em julho.

As carnes exerceram maior pressão e ficaram 3,40% mais caros. A contribuição de 0,07 p.p. foi a maior dentro do índice.

Também subiram em setembro o óleo de soja (de -0,01% em agosto para 5,08%), açúcar cristal (de -8,10% ára 4,83%), frutas (de 0,82% para 3,17%) e pão francês (de 0,04% para 2,11%).

Os custos dos produtos não alimentícios também aceleraram, com alta de 0,31% em setembro, ante 0,14% no mês anterior.

Álcool e gasolina mais caros influenciaram o grupo Transportes, que teve elevação de 0,33%, ante 0,02% em agosto. O consumidor pagou 0,77% a mais pelo litro da gasolina, segundo o IBGE. Em agosto, o combustível já havia subido 0,31%.

Já o álcool aumentou 2,08% em setembro, desacelerando frente aos 4,99% verificados no mês anterior.

As passagens aéreas avançaram 7,56%, depois de ficarem 10,31% mais baratas em agosto, ajudando a pressionar os custos dos transportes.

Entre as 11 regiões metropolitanas pesquisadas, Goiânia teve a maior variação, com alta de 0,48%. A principal variação negativa foi constatada em Recife (-0,29%).

Os preços do IPCA-15 foram coletados de 14 de agosto a 13 de setembro, e comparados com os vigentes de 14 de julho a 13 de agosto. O indicador mede os gastos das famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico