Menu
SADER_FULL
domingo, 24 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Presidente do Fla assume departamento de futebol

13 Out 2004 - 14h39
O presidente do Flamengo, Márcio Braga, concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira na sede do clube, na Gávea, e surpreendeu a todos que apostavam que ele anunciaria o ex-presidente Hélio Ferraz como novo vice-presidente de futebol do clube. Na verdade, Márcio decidiu acumular a função e descartou a possibilidade de demissões no setor.

Dessa forma, ele confirmou a permanência de Paulo Dantas, que vai auxiliá-lo no cargo, do diretor-técnico Júnior e de José Maria Sobrinho, diretor da Fla-Futebol, empresa que administra o departamento de futebol do clube. “Vou assumir a vice-presidência de futebol do clube e o Paulo Dantas, José Maria Sobrinho e o Júnior estão mantidos em seus cargos, uma vez que essa é a equipe que tem poderes para administrar o departamento de futebol do clube”, disse Márcio Braga.

Márcio Braga comentou a decisão de não entregar a vice-presidência de futebol a Hélio Ferraz, com quem se reuniu na noite de terça-feira. Apesar de não confirmar, Márcio não aceitou dar ao ex-presidente plenos poderes, conforme ele vinha exigindo. Hélio, porém, continua sendo um aliado político e vai cuidar do processo de transformação do clube em empresa.

“O Hélio vai prestar um grande serviço ao clube, gerenciando o processo de transformação do Flamengo em empresa, o que ele fará de forma muito competente. Realmente houve a possibilidade dele assumir a vice-presidência de futebol, mas achamos por bem que isso não acontecesse”, afirmou o dirigente.

Márcio Braga, que tinha se reunido com os jogadores após o coletivo desta manhã, chamou a atenção do zagueiro Júnior Baiano, que deu declarações criticando a crise política do Rubro-Negro. O jogador, que deixou o clube com cara de poucos amigos e sem dar entrevistas nesta quarta-feira, tinha dito anteriormente que a crise no Flamengo era uma 'palhaçada'.

“A partir do momento que se fala em palhaçada se fala em esculhambação, e quando se fala em esculhambação, se fala em falta de comando, que não é o que está acontecendo aqui. Além disso, os problemas no Flamengo não interferem dentro de campo. Se há falta de dinheiro, com a volta das vitórias, o dinheiro aparecerá”, disse Márcio Braga.

O dirigente disse que continuará dando seqüência ao processo de redução de gastos e que mais demissões acontecerão entre os funcionários do clube até dezembro. “Quando assumi encontrei o clube caótico na administração e falido nos aspecto financeiro. Encontramos uma folha de 736 funcionários e várias dívidas de impostos. Temos que baixar essa folha de pagamento de R$ 3 milhões para R$ 2,1 milhões até dezembro. Demitimos mais de cem funcionários e vamos demitir ainda mais até o fim do ano para podermos cumprir esta meta”, analisou.

 

Gazeta Esportiva

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENTRETENIMENTO - SAÚDE
Padre Fábio de Melo sofre da síndrome do pânico e fala como administra a doença
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Laureta revela para a família de Rosa que ela é prostituta
GOVENO NÃO CUMPRE
Caminhoneiros anunciam nova paralisação, mas trabalhadores de MS não devem participar
RAIVA HUMANA
Morte de turista por raiva humana é confirmada em Ubatuba
NOVELA GLOBAL
Valentim sofre grave acidente de carro
INACEITAVEL
Mãe de jovem morto no Rio: “É um Estado doente que mata criança com roupa de escola”
HAJA CORAÇÃO
Neymar é o autor do gol mais tardio, em tempo normal, de uma Copa na história
COPA DO MUNDO
No sufoco, Brasil supera a Costa Rica e consegue primeira vitória na Copa do Mundo
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Rosa coloca fim em relação com Ícaro e ele toma atitude
SAUDE
Mulher dá a luz em calçada no Cajuru