Menu
PASSARELA
segunda, 23 de julho de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Prefeito morre antes da posse em Minas Gerais

1 Nov 2004 - 07h37
O prefeito eleito em Soledade de Minas, sul do Estado, Jamil Murad (PMDB), morreu na tarde de ontem com problemas intestinais. Agora, quem assume a prefeitura em 1º de janeiro do próximo ano é o seu vice, Geraldo Emiliano (PMDB).

Murad já estava doente desde as eleições de 2 de outubro, disse o seu primo Abrão Murad, mas só há uma semana o seu estado de saúde piorou. No sábado, ele foi hospitalizado, morrendo às 15h30 de ontem.

Jamil tinha 52 anos e já havia sido prefeito antes da atual administração. Nessas eleições, ele foi eleito com 1.381 votos. O prefeito deixa a viúva, dois filhos e um neto recém-nascido.

O corpo do Murad foi velado na Câmara Municipal, que ficou lotada de parentes, amigos e pessoas que ajudaram a elegê-lo. O sepultamento está previsto para hoje, no Cemitério Municipal local.

"Ele estava muito feliz com o resultado das eleições, embora um pouco abatido depois da campanha e também por causa da doença", lamentou o primo Abrão.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO POLICIA FEDERAL
Prisões de Puccineli e filho são destaques em jornais nacionais
OSTENTAÇÃO
Cavalo que vale mais que uma Ferrari é destaque em exposição
CAMPO BELO RESORT - PROMOÇÃO
Campo Belo Resort com promoção especial de 22 a 31 de julho, CONFIRA
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Karola descobre o paradeiro de Luzia e chantageia a DJ: Beto ou cadeia?
ACIDENTE FATAL NO BEACH PARK
Acidente no Beach Park, veja como é o brinquedo 'Vainkará' que matou turista
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Fátima do Sul: O Boticário lança linha de cuidados masculinos e mostra que homens também se cuidam
ACIDENTES NAS ESTRADAS
Acidente grave: nove caminhões e um morto na BR-376
POLEMICA
Transexual é retirada algemada de banheiro público feminino em Araruama
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Remy agarra Luzia e Ícaro salva a mãe de ser estuprada
TURISMO PELO BRASIL E MUNDO
Indústria de Hotéis aguarda aprovação dos jogos para captar bilhões em produtos turísticos