Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 17 de agosto de 2018
SADER_FULL
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Petróleo fecha acima de US$ 53 devido à cautela com inverno

13 Out 2004 - 16h41

O preço futuro do petróleo negociado em Nova York fechou com alta de mais de US$ 1,00 por barril nesta quarta-feira, recuperando a perda da véspera. O mercado ainda reflete as preocupações com os estoques que levaram os preços do óleo para aquecimento a novo pico histórico.

O contrato de petróleo com vencimento em novembro fechou com ganho de US$ 1,14, a US$ 53,64 o barril, depois de alcançar US$ 53,95 dólares. Na mínima da sessão, o petróleo chegou a ser cotado a US$ 52,50 o barril em um movimento de realização de lucro.

Na terça-feira, o petróleo caiu US$ 1,13 o barril, depois de ter alcançado durante a noite o maior patamar da história a US$ 54,45 o barril.

Em Londres, o petróleo tipo Brent para novembro recuperou as perdas do início do dia e fechou esta quarta-feira em alta de US$ 0,45, a US$ 50,05 o barril.

"Há certa incerteza sobre como será o inverno (no Heminsfério Norte) e a queda dos estoques de óleo para aquecimento vai certamente assustar o mercado", disse Jim Ritterbusch da Ritterbusch e Associados.

O governo dos Estados Unidos divulga na quinta-feira um relatório sobre os estoques de petróleo e derivados, inclusive óleo de calefação.

O contrato futuro de combustível para aquecimento negociado em Nova York atingiu novo recorde de alta a US$ 1,5 o galão, mas fechou com alta de 4,45 centavos de dólar, a US$ 1,4990 o galão.

Uma pesquisa da Reuters realizada com analistas na terça-feira prevê redução de 1,1 milhão de barris nos estoques de combustíveis derivados na semana que terminou em 8 de outubro. Espera-se que a demanda do óleo para calefação aumente ainda mais com o inverno.

A Administração de Informação de Energia (AIE) também deverá apontar aumento de 1,7 milhão de barris de petróleo em seu relatório, que será anunciado na quinta-feira às 11h30,de acordo com expectativa de analistas.

O contrato norte-americano de gasolina fechou com alta de 2,57 centavos de dólar, a US$ 1,4060 o galão. A expectativa apontada pela pesquisa é de que o estoque do combustível tenha sofrido redução de 700 mil barris na semana passada.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME PASSIONAL
Marido flagra esposa com suposto amante e caso termina em morte
NOVELA GLOBAL
Remy pode não ter morrido em 'Segundo sol'; veja os indícios
TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'