Menu
LIMIT ACADEMIA
quinta, 20 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Petróleo em NY encerra em US$ 45,50, maior fechamento da his

12 Ago 2004 - 17h51

Os preços do petróleo fecharam em nova alta recorde nesta quinta-feira, durante o pregão e também no encerramento dos negócios, à medida que o exército norte-americano procurava acabar com uma rebelião na cidade sagrada iraquiana de Najaf, uma atitude que os militantes xiitas prometeram revidar com ataques a oleodutos.

Os contratos futuros de petróleo em Nova York encerraram nesta quinta-feira com alta de 1,56%, a US$ 45,50 o barril, o maior fechamento da história, com operadores preocupados com interrupções de oferta por conta dos problemas no Iraque.

Em Londres, o petróleo tipo Brent teve pico de US$ 42,56 e fechou a US$ 42,29 o barril, um ganho de 1,73%.

"A preocupação mais imediata permanece sendo o Iraque, onde a perspectiva de problemas políticos e econômicos parece estar aumentando", disse Paul Horsnell, do banco Barclays Capital.

O exército dos EUA lançou uma ofensiva em Najaf na quinta-feira para encontrar militantes leais ao líder xiita islâmico Moqtada al-Sadr. O líder vem ameaçando explodir oleodutos iraquianos caso as forças norte-americanas decidissem invadir a cidade sagrada.

Um ataque no final da segunda-feira já havia cortado o carregamento de dois terminais no Golfo - responsáveis por quase toda a exportação do país - para 960 mil barris por dia, quando o normal é 1,9 milhões de barris. Autoridades iraquianas confirmaram que tinham reaberto os oleodutos e que iriam reiniciar por completo as exportações na terça-feira.

O temor de que a alta demanda de petróleo tenha deixado pouco espaço para eventuais problemas na oferta já adicionaram 19%, ou US$ 7, ao barril de petróleo cru desde o final de junho.

Outro fator que esquentou o mercado de petróleo foi a divulgação na quarta-feira de uma diminuição do estoque da commodity nos EUA, de 4,3 milhões de barris, para 294,3 milhões de barris na semana passada.

Além disso, cerca de 25% da produção de petróleo do Golfo do México foi interrompida na véspera devido a uma tempestade tropical e os funcionários só voltarão para as plataformas na quinta-feira.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLENCIA DOMESTICA
Jovem que agrediu a própria mãe por não poder ir a baile funk é presa
ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná