Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 18 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

PC apresenta acusado de decapitar Tio e Sobrinha em Aldeia

17 Jul 2004 - 08h49

Dois indígenas adolescentes foram assassinados na madrugada de ontem na Aldeia Bororó. A jovem Silvinha Gonçalves, de 18 anos e seu sobrinho, um adolescente de 15 anos de idade, foram retalhados com um objeto cortante e depois decapitados e suas cabeças atiradas a aproximadamente 10 metros de distância. A Polícia Civil desenvolveu ontem, durante todo o dia, diligências para esclarecer esses bárbaros crimes.


As informações preliminares revelam que os corpos foram localizados por volta das 5h, em uma estrada vicinal nos fundos do cemitério da Aldeia Bororó, próximo à Escola Augustinho.
A indígena Fátima Ortiz Amarilha, mãe do adolescente, disse que seu filho e a tia saíram de casa anteontem, por volta das 18h, dizendo que iriam até a casa de uma mulher, já identificada pela polícia. Segundo informações, nesse local constantemente indígenas se aglomeram para ingerir bebidas alcoólicas.

Já na madrugada de ontem, por volta das 4h, Fátima acordou e não viu o filho. Preocupada, uma hora depois saiu à sua procura. A primeira a ser localizada foi Silvinha, caída às margens da estrada vicinal numa cena macabra.

Ela teve sua face retalhada por um objeto cortante e depois, a cabeça decapitada e atirada a aproximadamente 10 metros de distância. Nas proximidades, caído num capinzal, o adolescente também foi localizado em circunstância semelhante.

As lideranças da Aldeia foram comunicadas dos fatos, sendo acionadas as polícia Militar e Civil. A Perícia Técnica realizou os levantamentos habituais, enquanto a equipe de investigação buscava por pistas do assassino.

Na casa da mulher, considerada a pivô desses bárbaros crimes, foram apreendidos um machete (facão), um machado e uma ferramenta utilizada para cortar cana. Essas ferramentas não apresentavam sinais visíveis de sangue.

O delegado Oduvaldo de Oliveira Pompeu - Telê, orientou sua equipe para que permanecesse na Aldeia Bororó o tempo necessário para o esclarecimento desse crime. Um detalhe que chamou sua atenção, o morador residente ao lado da casa onde fora realizada a provável festa, encontrava-se fechada.

Prisão

A equipe de investigação conseguiu no final da tarde de ontem realizar a prisão de Reginaldo Vilhalba, de 24 anos, morador na Aldeia Bororó. Durante os trabalhos, os policiais foram informados por testemunhas sobre as prováveis circunstâncias dos crimes.

Os policiais apuraram que Reginaldo há dias tinha decepado o dedo da mulher porque ela estaria lhe traindo com o adolescente e mesmo assim, continuaram o relacionamento.

Anteontem à noite, durante a festa, Reginaldo, que já estaria embriagado, teria partido atacado o adolescente com um facão e praticado o crime. A jovem também foi assassinada porque estava acompanhada do sobrinho.

O delegado Telê autuou Reginaldo em flagrante por duplo assassinato, recolhendo o suspeito na cela onde ficará à disposição da Justiça. Ele nega o crime, porém, testemunhas informaram à Polícia que, após assassinar o adolescente e arrastar a jovem para o mato, ele voltou e decepou a cabeça do garoto.

 

 

Dourados Agora / o Progresso

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo