SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 20 de Fevereiro de 2018
UNIPAR_468
SADER_FULL
18 de Junho de 2010 05h58

País não comporta crescimento tão forte, diz Mantega

Invertia
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quinta-feira, em Brasília, que o governo brasileiro não tinha por objetivo que o Produto Interno Bruto (PIB) do País crescesse tanto. O PIB teve nos primeiros três meses de 2010 a maior alta na comparação com o trimestre anterior desde 1996.

"Embora no primeiro trimestre tenhamos tido um crescimento muito forte, já está desacelerando... não era nosso objetivo ter crescimento tão forte, a economia brasileira não comporta, um dia chegaremos lá."

O ministro disse que a economia brasileira já está desacelerando depois de um primeiro trimestre forte, e caminha para um crescimento médio neste ano de 6% a 6,5%.

Apesar disso, o ministro avaliou que há espaço para que as famílias aumentem seu endividamento, mantendo o ritmo do consumo interno - um dos principais motores para a recuperação do país após a crise global.

Mantega listou ainda que o País precisa avançar em áreas como educação e reforço da taxa de investimento.

O ministro afirmou que o crescimento equilibrado levará o Brasil a cumprir a meta de inflação neste ano "dentro das margens que o sistema permite".

Segundo ele, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que baliza as metas do País, "vai ficar bem comportado nos próximos meses", depois de um repique no início do ano.

"No passado, o Brasil crescia gerando desequilíbrios, como inflação e dívida pública... Agora estamos crescendo com equilíbrio, sem formação de gargalos", afirmou em apresentação do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social.

A meta central de inflação é de 4,5% com margem de tolerância de 2 pontos percentuais. Em 12 meses até maio, o IPCA acumulou alta de 5,22%.
Comentários
Veja Também
Nossa_Lojas
UNIPAR_300
LÉO_GÁS_300
Últimas Notícias
  
ÓTICA_DOURADOS
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.