Menu
CÂMARA BONITO SETEMBRO
domingo, 22 de setembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Otimismo do brasileiro continua crescendo, afirma CNI

7 Ago 2010 - 05h11Por Agência Brasil

Pelo terceiro mês consecutivo, o otimismo dos brasileiros aumentou, segundo o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), divulgado hoje (6) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Entre junho e julho, o aumento foi de 1,8%, atingindo 116,8 pontos. A média histórica do Inec é de 108,9 pontos. A base desse índice é fixa em 100 pontos. Valores superiores a essa marca indicam expectativa positiva.

Este é o segundo maior índice de toda a série histórica iniciada em 2001, perdendo apenas para o registrado em dezembro de 2009 (117,2 pontos). De acordo com o economista da CNI Marcelo Azevedo, o recorde da série foi motivado pelas expectativas do ano novo e pela visão dos consumidores que começavam a acreditar que a crise financeira mundial iniciada em 2008 já estava sendo superada.

Seis indicadores foram analisados no estudo: expectativa de inflação, de desemprego, de renda pessoal, situação financeira, endividamento e compra de bens de maior valor. A maioria dos brasileiros acredita que haverá redução do desemprego, e isso ficou evidente porque a expectativa de desemprego foi a que apresentou elevação mais expressiva, na comparação com junho. Aumentou 4,4%, atingindo 132,5 pontos.

A CNI destaca que houve crescimento de 3,1% no indicador de endividamento das famílias, que atingiu o maior valor da série histórica. Isso, segundo a entidade, mostra que o endividamento dos consumidores é o menor desde 2001. Segundo Marcelo Azevedo, o resultado chama a atenção porque mostra que os consumidores devem estar ajustando seus fluxos de caixa.

Ele explica que esse índice vinha aumentando desde o início do ano por causa do fim dos benefícios fiscais que provocaram a antecipação no consumo de automóveis e bens duráveis.

A inflação tem preocupado menos o consumidor. Para 53% dos consumidores, a expectativa é de que a inflação não mude (43%) ou diminua (10%). Em junho, este índice estava em 117,4 pontos, e em julho subiu para 118,9 – isso corresponde a um aumento de 1,3% no otimismo. O recorde histórico foi registrado em setembro de 2009, quando atingiu 120,2 pontos.

Em relação à renda pessoal, o otimismo cresceu 2,9% na comparação com junho. A expectativa de melhora da situação financeira aumentou 0,8%. O único índice que recuou foi o de compras de bens de maior valor, que caiu 0,5% na comparação com junho, registrando 111,1 pontos.

O Inec ouviu 2.002 pessoas entre os dias 23 e 27 de julho. A pesquisa é mensal e foi elaborada pela CNI com a ajuda do Ibope Inteligência.


Deixe seu Comentário

Leia Também

VAMOS ORAR - COMPARTILHE
Familia pede orações para jovem que sofreu grave acidente de moto
DOENÇA DO SÉCULO
Irmãos planejam a própria morte em mensagens de celular
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Homem invade escola de ballet e morde criança de seis anos, no rosto e no peito
BARBÁRIE
Filho de empresário é acusado de encomendar a morte do pai. Crime chocou cidade.
REVOLTANTE
Policial atira em motociclista que não quis parar e mata menina de 8 anos
ACIDENTE GRAVE
Acidente com van escolar deixa dez crianças feridasí; duas estão em estado grave
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Rock é dopado, perde luta e Paixão é anunciado campeão
TRAGÉDIA NA CIDADE
Assassinato de 3 pessoas e um suicídio assusta moradores de cidade
MORTE TRAGICA
Mulher morre após ter 98% do corpo queimado ao acender churrasqueira
CRIME DESVENDADO
Autor do Crime da Mala é identificado 11 anos depois por exame de DNA