Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de março de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Novo software dá acesso à internet a crianças de 2 anos

8 Out 2004 - 15h19
Crianças com dois anos de idade ou mais são o público alvo de um novo software que as permitirá navegar na internet e mandar e-mails sem a ajuda de seus pais.

O programa é descrito pela companhia que o concebeu como um "sistema operacional da própria criança". Ele é destinado a usuários de 2 a 12 anos.

A idéia é proteger os menores de spam sobre drogas e sexo, além de outros aspectos mais sombrios da rede de computadores. Ao mesmo tempo, oferecer a eles acesso às partes mais úteis e divertidas da internet.

O programador Lars Jolstad, criador do produto para a empresa Easybits, diz que ele funciona como uma "concha protetora" colocada sobre o Microsoft Windows.

Apenas conteúdo autorizado pode passar pelo filtro. Assim, os pais podem configurar listas com os e-mails com os quais suas crianças podem se comunicar e os websites que podem visitar.

Fácil de usar

A tela do programa de correio eletrônico Magic Mail permite às crianças clicar em fotos e ícones em vez de texto.

Para mandar um e-mail à avó, a criança precisa apenas clicar sobre o botão "Talking Parrot" (papagaio falante) e gravar um pouco de sua voz antes de apertar sobre a imagem da avó sorridente.

O arquivo de som é então comprimido, para que um minuto de gravação não ocupe mais do que 100 Kb.

O pacote também inclui ferramentas para desenhar no computador, e os desenhos podem ser enviados pela internet. Pode-se também adicionar fotos de uma lista de imagens previamente autorizada pelos mais velhos.

"É tão fácil que até alguém de dois ou três anos pode fazer", disse Jolstad.

Ele desenvolveu o software tendo em mente, em grande parte, os seus próprios filhos, de 3 e 4 anos. Ambos viviam na Espanha, longe de seus avós noruegueses.

Os meninos tentavam mexer no laptop de Jolstad, mas era difícil usar os softwares de e-mail convencionais. Além disso, as crianças costumavam acessar, sem querer, sites inapropriados, além de deletar arquivos importantes do pai.

Três anos após ter a idéia, ele concluiu o Magic Mail. O software infantil de e-mail está sendo lançado em cooperação com o principal provedor de acesso à rede da Noruega, Telenor.

Ele faz parte do Magic Desktop, um pacote que traz também mais dez programas. Alguns deles são educativos, outros apenas para o divertimento.

Pontos

Um sistema de pontos também foi introduzido no pacote. Para poder entrar nos jogos e outros recantos divertidos do sistema, a criança precisa acumular pontos fazendo cálculos de matemática, treinando a grafia de palavras ou tocando instrumentos musicais.

Os pais podem premiar com mais pontos os filhos por estarem sentados de forma comportada à mesa ou terem arrumado o quarto. E tem a opção de inserir limites de tempo no uso de jogos ou de acesso à internet.

O software recebeu críticas positivas nas revistas especializadas, e seus criadores esperam faturar mundialmente com a invenção.

Atualmente, o pacote Magic Desktop existe em versões em dez idiomas. O programa entrará em breve no mercado da Espanha, onde custará 59 euros (cerca de R$ 205).
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local
CRIMINOSO FORAGIDO
Homem invade apartamento para roubar e estupra adolescente
FAMOSIDADES
Leonardo não foi ao casamento da filha, Jéssica, porque se irritou com o "cache" recebido pelo casal
DOENÇA TERRIVEL
Jovem com câncer terminal foge de hospital, realiza desejo de comer hambúrguer e morre
SUICIDIO
Técnica de enfermagem tira a própria vida dentro de banheiro de hospital
PACOTE PÁSCOA NO CAMPO BELO RESORT
Campo Belo Resort com pacote especial para a PÁSCOA, Confira aqui e já faça sua reserva
CORAJOSA
Mulher reage a assalto e dá surra em bandido
DESUMANIDADE
Motorista morre em acidente com caminhão e carga de frango é saqueada
LOTERIA
Loterias do final de semana podem pagar mais de R$ 23 MILHÕES