Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Murilo critica excesso de MPs por falta de votações

26 Out 2004 - 17h31

O deputado federal Murilo Zauith (PFL/MS) criticou hoje a falta de votações no Congresso Nacional. Ele creditou ao excessivo número de medidas provisórias (MPs) editadas pelo governo o adiamento na apreciação de projetos de grande importância para o país, como é o caso do projeto de lei de Biossegurança. Atualmente, 17 MPs estão trancando a pauta de deliberações da Câmara.

"Sabemos que são medidas provisórias sem necessidade nenhuma para o país, que poderiam vir como projetos de lei. São medidas provisórias editadas sem a participação da sociedade, dos deputados e dos senadores", condenou Murilo.

Segundo ele, o Congresso Nacional não pode permitir que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, governe e, ao mesmo tempo, legisle por meio de medidas provisórias, impedindo deputados e senadores de fazerem a pauta dos projetos que beneficiam a Nação.

Murilo disse ainda que é um engano dizer que é a oposição (principalmente PFL e PSDB) que está obstruindo as votações no plenário. "A oposição tem em torno de 100 deputados, somos 513 (na Câmara) e os 400 parlamentares da base aliada do Palácio do Planalto não estão satisfeitos com o modo que o governo conduz as ações na Casa e por isso não estão votando", explicou.
Ele lembrou que a demora em votar a lei de Biossegurança está impedindo a entrada da Embrapa no mercado de alta tecnologia e criando obstáculos legais para que vários órgãos de pesquisa do país, respeitados mundialmente, não estejam realizando suas pesquisas.

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação