Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 18 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

MPF denuncia ex-governador Zeca do PT por calúnia e difamação

7 Ago 2007 - 07h33
 

O ex-governador Zeca do PT foi denunciado pelo Ministério Público Federal por calúnia e difamação, como divulgou nesta tarde de segunda-feira (dia 6) a Agência Estado.

De acordo com os autos do processo que corre na Justiça Federal, o ex-governador chamou o procurador geral da República, Charles Estevão Mota Pessoa de "garoto".

Numa tentativa de se corrigir, o ex-governador teria dito que membros do MPF (Ministério Público Federal) estariam "agindo como moleques".

Zeca do PT teria feito os comentários ao acusar Charles Pessoa de estar defendendo índios caiovás que, em abril de 2006, teriam matado três policiais civis a pauladas, pedradas e facadas no município de Dourados, a 240 quilômetros de Campo Grande.

Na ocasião, os policiais teriam ido a uma reserva indígena para averiguar denúncias de que no local estaria escondido um acusado de assassinato. Como estavam com carro sem identificação, os policiais foram confundidos por capatazes pelos índios, que iniciaram a agressão.

O MPF aceitou a denúncia de Charles, fez a acusação contra Zeca do PT e hoje o juiz da 5ª. Vara da Justiça Federal, Dalton Igor Kita Conrado, marcou para o próximo dia 21 a audiência de instrução e julgamento, convocando Zeca do PT e as testemunhas do caso.

O MPF denunciou Zeca do PT baseado nos artigos 21 e 22 do Código Penal, difamação, imputação de ato ofensivo a reputação e injuriar alguém. Ele corre o risco de ser condenado de três a 18 meses de prisão.

Nesta tarde de segunda-feira, o advogado de Zeca do PT, Newley Amarilla, não houve intenção de ofender ninguém por parte de seu cliente.

Explicou que a afirmação na época do ex-governador foi a de que "nunca confiei no Ministério Público, particularmente em dois jovens garotos que cumprem com o papel lá em Dourados".

Newley Amarilla disse que ainda espera oficialmente ser comunicado sobre a convocação feita pela Justiça Federal.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares