Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 15 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

MP ignora OAB e inicia a disputa pela vaga no TJ

24 Jul 2007 - 10h06

O MPE (Ministério Público Estadual) ignorou as reivindicações da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e recebeu ontem lista com 11 candidatos à vaga aberta no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul depois da aposentadoria do desembargador Horácio Nascimento Pithan.

Desde o início do ano, o MPE e a OAB travam batalha judicial para decidir qual dos dois órgãos tem o direito de indicar o próximo desembargador do Estado. A Ordem interpôs recurso administrativo para suspender o processo de escolha do novo desembargador até que a Justiça decida quem tem o direito de indicar o substituto de Pithan.

Às 18 horas de ontem expirou o prazo para promotores e procuradores do MPE se candidatarem ao cargo. Onze nomes se apresentaram: os procuradores de Justiça Anísio Bispo dos Santos, Antônio Siufi Neto, Carlos Eduardo Contar, Belmires Soles Ribeiro, Marigô Regina Bittar Bezerra, Mauri Valentim Riccioti, Silvio César Maluf Miguel Vieira da Silva e Amilton Plácido da Rosa, além dos promotores Paulo Alberto de Oliveira e Jaceguara Dantas da Silva Passos.

A partir destes nomes, o Conselho Superior do Ministério Público elabora lista sêxtupla que é enviada ao Tribunal de Justiça. O TJ escolhe três nomes que são encaminhados para o governador, encarregado de definir o novo desembargador.

Mas se depender da OAB, o MPE não prossegue com esta escolha. "Entramos com um recurso administrativo que será julgado pelo Conselho Superior da Magistratura. Estamos pedindo a suspensão do processo até que a Justiça decida no mérito", informou o presidente da Ordem, Fábio Trad.

"Vai que entra um desembargador do MP no TJ e no mérito a OAB ganha? O que vai acontecer? Este desembargador tem que devolver o cargo?", questionou, lembrando que seria um fato constrangedor. Ele lembrou que a OAB não fez lista de candidatos. "Não elaboramos lista. Qualquer informação neste sentido é pura especulação", observou.

O relator da matéria no conselho é o desembargador Divoncir Maran. De acordo com Trad, a decisão deve sair até amanhã. Ele adiantou que se o MPE for beneficiado, a Ordem vai recorrer ao pleno do TJ e até ao Supremo Tribunal Federal, se for preciso.


Quinto constitucional

A disputa entre o MPE e a OAB tem por base as diferentes interpretações que a Lei Orgânica da Magistratura (Loman) e a emenda 45 de 2004, da Constituição Federal, dão sobre o quinto constitucional. A regra do quinto constitucional prevê que, de cada cinco juízes nomeados para os tribunais, um deve ser egresso da advocacia ou do Ministério Público.

Pela Loman, o quinto constitucional deve ser preenchido observando-se o princípio da alternância. Assim, como Pithan foi indicado pela OAB, caberia ao MPE a indicação do próximo desembargador. Porém, a OAB se ancora na emenda 45, que determina que o preenchimento do cargo deve observar a origem da vaga.

"A origem da vaga é da OAB. Portanto, cabe à Ordem a indicação do nome. Além disso, a emenda 45 é posterior à publicação da Loman", argumentou Trad.

Por meio da assessoria, a procuradora-chefe do Ministério Público, Irma Anzoategui, informou que não iria se manifestar sobre o caso. O presidente da Associação Sul-Mato-Grossense do Ministério Público, promotor de Justiça Paulo Cézar Passos, não foi localizado pelo Correio do Estado.

Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos