Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 25 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Mercado de celular deve crescer menos em 2005

5 Out 2004 - 17h16
A Sony Ericsson, joint venture nipo-sueca para a fabricação de celulares, anunciou hoje que espera crescimento mais lento no mercado mundial de telefones móveis em 2005.

As vendas de substituição nos mercados ricos, que estimularam o mercado este ano, com os consumidores trocando modelos antigos por novos celulares equipados com telas coloridas e câmeras embutidas, talvez não sejam uma força tão considerável no ano que vem, disse Miles Flint, presidente da joint venture criada pela Sony e a Ericsson há três anos.

"Acredito que haja alguns sinais de que o crescimento do mercado possa se desacelerar em 2005. Houve muito movimento no mercado de substituição dos países mais penetrados. Isso talvez se reduza", disse ele à Reuters em entrevista durante a Symbian Expo.

O mercado de celulares será dominado pelos modelos atuais, ainda que 2005 deva ser o primeiro ano de venda em volume elevado dos aparelhos capazes de trabalhar com redes de terceira geração (3G), para serviços rápidos de multimídia como a videotelefonia e downloads de música.

"Acredito que a transição para os celulares 3G vá se acelerar" disse, mas acrescentou que os aparelhos de segunda geração seriam dominantes "em 2005 e além". Flint assumiu o comando da quinta maior fabricante de celulares do mundo este ano.

Grupos de pesquisa de mercado como o Gartner e a Strategy Analytics estimam que as vendas mundiais de celulares subirão em pelo menos 19%, para 620 milhões de unidades este ano em comparação com os 520 milhões de 2003.

Os dois principais fatores de estímulo ao crescimento são a adoção de telefones mais caros, nos mercados maduros, e a expansão continuada da telefonia móvel em mercados emergentes como China, Rússia, Índia e Brasil, onde a cada mês milhões de consumidores adquirem seu primeiro celular.

Flint está convencido de que o mercado vai crescer no ano que vem. "O mercado crescerá, comparado a este ano, com uma curva de crescimento que muitos outros setores adorariam exibir", disse, recusando-se a fornecer uma estimativa precisa.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção