Menu
SADER_FULL
domingo, 20 de maio de 2018
RIO_DOURADOS
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Lula opera para manter presidentes de BC e BB

3 Ago 2004 - 08h15

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu aos presidentes do Banco do Brasil, Cássio Casseb, e do Banco Central, Henrique Meirelles, que fiquem em seus postos, apesar de novas acusações de operações patrimoniais irregulares publicadas no final de semana. Em conversas na sexta, sábado e domingo com ministros e auxiliares, Lula avaliou que permitir a saída de Meirelles ou de Casseb poderia gerar um problema político na hora em que a economia apresenta resultados positivos. Isso foi transmitido aos dois.

Mais: o presidente concluiu que seria fazer o jogo da oposição num ano eleitoral. PSDB e PFL, que disputam com o PT importantes capitais do país, têm cobrado o afastamento dos dois. Casseb, chamado no Palácio de Planalto de "cabeça quente", deu mais trabalho do que Meirelles. O próprio Lula teve de lhe enviar um recado: não quer vê-lo repetir o gesto de Luiz Augusto Candiota, que pediu demissão da Diretoria de Política Monetária do BC após ser reportagens a respeito de sonegação fiscal e evasão de divisas.

Detalhe: além do caso da compra de 70 ingressos de um show, cuja arrecadação foi dada ao PT, Casseb também é acusado de sonegação fiscal e evasão de divisas em operações patrimoniais similares às de Candiota. Lula julga Casseb um bom executivo. Em conversas reservadas, elogia o presidente do Banco do Brasil, dizendo que ele já o ajudou a resolver de gerenciamento em ministérios e que permitir sua saída do governo poderia comprometer ações. O BB, por exemplo, é encarregado de distribuir os recursos de agricultura familiar.

Para a safra 2004/ 2005, esses recursos somam até R$ 7 bilhões. O Jornal Folha de São Paulo apurou que Lula acha que Candiota deixou Meirelles e Casseb em situação frágil porque saiu por razões que o governo não considera suficientes para a saída. Casseb já deu explicações à cúpula do governo de que, quando diretor do Citibank, fez operações nas quais usou doleiros. Apesar de julgar isso um incômodo, Lula e principais ministros avaliam que foi um comportamento padrão para pessoas com o patrimônio e a experiência profissional de Meirelles e Casseb. Na cúpula do governo, não é visto como anormal alguém com muito dinheiro ter usado os serviços de doleiros.

O Planalto vê ainda o dedo da oposição por trás das reportagens sobre o patrimônio de Meirelles, Casseb e Candiota. Especificamente, fala-se no Planalto que o presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Banestado, o senador tucano Antero Paes de Barros (MT), estaria vazando informações numa guerra com o PT em ano eleitoral. Antero nega.


Agência Folha

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Luzia descobre armação de Karola contra ela
EMOCIONANTE
Alunos arrecadam dinheiro para professor cearense que não recebe salário há mais de 2 meses
TRAIÇÃO
Jovem desabafa sobre traição de mãe com marido: "Fui largada para morrer na UTI"
FATALIDADE
Aluno de 12 anos morre após ser atingido por trave de gol
HEROI
‘Perdeu tiozão”: guarda municipal impede assalto a loja e troca tiros com suspeitos
AMIGO DO HOMEM
Cão de Kid Vinil morre dias antes de completar um ano da morte do cantor
QUADRILHA
Site falso engana interessados em tirar carteira de motorista de graça
RECEPTAÇÃO - CORPO RECONHECIDO
Jovem que aparece em vídeo sendo executada é reconhecida pela família
NOVELA GLOBAL
Maura, papel de Nanda Costa em 'Segundo sol', se envolve com outra mulher
APOCALIPSE
Ricardo (Sergio Marone) fica irritado quando Benjamin (Igor Rickli) fala as palavras do Criador ao s