Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 17 de outubro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Lula diz que criança é prioridade na área social

17 Jul 2004 - 07h08
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma que pretende discutir, na próxima semana, com os ministros da área social com o objetivo de "decretar uma guerra" contra os problemas no setor. Segundo Lula, a prioridade são as questões envolvendo crianças, adolescentes e jovens.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o presidente ressaltou que a "guerra" é contra o estado de calamidade que envolve milhões de crianças no Brasil. "É preciso encontrar um carro-chefe" para as políticas de proteção aos menores", destacou Lula.

Segundo ele, quem tem 44 programas termina não tendo nenhum. "É melhor definir uma política que seja o carro-chefe e, atrás dela, ter outras políticas, do que você ficar tentando em cada ministério cuidar de um pedacinho daqui, um pedacinho dali", enfatizou.

O presidente, porém, não comentou o fato de o Ministério do Desenvolvimento Social ter sido criado, em janeiro, justamente com esse fim agregador ou que o Fome Zero e, posteriormente, o Bolsa-Família teriam, em tese, a função de "carro-chefe".

 

 

Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABUSOS À CRIANÇAS
Três meninas são abusadas pelo avô em troca de doces
COVARDIA
Criança de 5 anos era agredida todos os dias pelo pai, inclusive para se alimentar
SORTUDO
Fotaleza tem o mais novo milionário da Mega Sena
NOVELA GLOBAL
Amadeu abandona defesa de Josiane durante o julgamento da vilã em 'A dona do pedaço'
HOMOFOBIA
Filho de Mauricio de Souza desabafa após ataques homofóbicos: 'Desejam que eu apanhe'
BRIGA DE TORCIDAS
Torcedores do Vasco são espancados ao tentarem ir para jogo
INTERVENÇÃO CIRÚRGICA
Atriz Claudia Rodrigues é internada às pressas em SP após passar mal
LATROCINIO
Pastor é baleado e morre em assalto; um suspeito foi preso e outro fugiu
TRAGÉDIA COM 6 MORTES
Acidente em Doutor Ulysses: vítima gravou áudio minutos após tragédia
COMPRAS NO PARAGUAY
Bolsonaro anuncia aumento de US$ 200 no limite em compras no PY