Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 19 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Leia a coluna Fala Sério “Prá que rezar?”, por A. J. Rettenmaier

29 Jul 2010 - 18h22Por A. J. Rettenmaier

“Prá que rezar?”

 

 

Vou confessar prá vocês que essa pergunta me atormenta desde menino, quando me acordavam às quatro da manhã para acompanhar minha madrinha na missa das cinco, com uma temperatura de quase zero grau. Sempre diziam que ela rezava por mim também.

 

Mas o que mais me deixava curioso, é de que na mesma missa, sempre estavam presentes e rezando de cabeça baixa, se confessando, duas das comadres mais fofoqueiras e maledicentes que já conheci na vida.

 

Rezavam e confessavam às cinco da manhã para logo depois das seis ficarem atrás da janela fofocando de todo mundo que passasse na rua.

 

Hoje até poderia perguntar de que vale tanto às pessoas rezarem em templos seja de que tipo e crença forem se são incapazes de entender a verdadeira voz da oração, que deveria estar ficar, e morrer com elas. Mas não... Ao que parece a oração também se inclui entre seus projetos de posse, é sua e deve a ela somente servir. Se por acaso acharmos que algo não nos caiu bem no estomago, a oração perde seu efeito para desopilarmos a mágoa, o desprezo, a vontade de ver alguém de joelhos à nossa frente.

 

Alguém poderia então me dizer, prá que rezar?

 

Na maioria das vezes as pessoas dizem que não sabem por que alguém as deixou de amar, delas se afastou, sem reconhecer que quem pode ter provocado o deixar o afastar foram elas mesmas. Tudo porque naturalmente, vai faltar a coragem de assumir que não tem porque rezar, e, portanto, não tem porque perdoar ou entender.

 

Mal sabem, entretanto que entre o rezar e perdoar existe o entender quem realmente precisa de oração e perdão.

 

Tem pessoas que parece sentirem como uma oração o pedido de perdão de alguém, mesmo que este seja sem motivo ou razão. É o prazer da oração perdida, do fiel perfeito, do monge puro, da virgem vestal.

 

É a oração do pedido de perdão sem razão.          

 

E o pior é que tem alguns que ainda vão pensar se podem perdoar.

 

Mas a quem? Então, prá que rezar?

 

A partir desta semana, soma-se a Coluna “Fala Sério!” o blog Fala Taquara, www.falataquara.com, de Taquara-RS. Bem-vindos amigos.

 

Conheça os lançamento da Editora Procultura no Orkut.

 

Antonio Jorge Rettenmaier, Escritor, Cronista e Palestrante, membro da AGEI, Associação Gaúcha dos Escritores Independentes. Esta coluna está em 70 jornais impressos e eletrônicos do Brasil e Exterior.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'