Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Inter decide vaga da Libertadores hoje contra o Nacional

19 Abr 2007 - 09h50
Graças a uma campanha decepcionante na temporada, o Internacional de Porto Alegre chega à última rodada da fase de classificação da Libertadores obrigado a matar ou morrer. Caso não vença o Nacional de Montevidéu por 3 a 0 (ou, no máximo, 4 a 1, caso o Inter sofra mais do que um gol precisará vencer o Nacional por diferença de quatro gols, a fim de superar os uruguaios no saldo e nos gols marcados), na noite desta quinta-feira, no Beira-Rio, pela primeira vez na história o atual campeão da América estará eliminado na primeira etapa do torneio.

Caso o Inter vença por diferença mínima, precisará torcer para que o Emelec, lanterna do grupo, não perca para o Vélez Sarsfield, em Buenos Aires, nesta quinta-feira à noite.

Por isso, poucas vezes se viu uma mobilização tão grande no Colorado. A classificação dará novo moral para a equipe seguir em busca do bicampeonato. A derrota, por sua vez, provocará um tsunami no Beira-Rio. Jogadores serão dispensados e o técnico Abel Braga terá seu trabalho contestado no clube.

Há uma semana o Inter vem pensando o jogo contra os uruguaios. O auxiliar técnico de Abel Braga, Roberto Moreno, passou os últimos dias em Montevidéu espionando o adversário. sabe que o técnico Daniel Carreño pretende explorar as costas dos laterais colorados Ceará e Rubens Cardoso. "Precisamos ser inteligentes. Eu e o Ceará seremos muito bem marcados, logo, temos que abrir espaços e jogar ainda mais para o resto do time", comentou Cardoso.

Abel Braga manterá a mesma equipe que bateu o Emelec, em Guayaquil, com Hidalgo na defesa, Fernandão na articulação, Iarley e Alexandre Pato no ataque. Se na parte tática tudo está definido, resta agora aos jogadores praticarem verdadeiros atos de heroísmo em campo. Afinal, caso o Inter se classifique às oitavas-de-final da Libertadores, será uma noite para entrar na história.

"Gosto desse tipo de jogo: adversário forte, desvantagem na tabela, situação complicada, e a impressão de que tudo está contra nós. Isso é ótimo porque me motiva ainda mais. Isso é Libertadores: um torneio feito de sofrimento e glória", comentou o colombiano Fabián Vargas, que disputa a sua quinta Libertadores - já havia jogado duas pelo América de Cáli, duas pelo Boca Juniors e agora esta com o Inter.

Menos dramático do que o volante, mas igualmente esperançoso, o goleiro Clemer se apega ao passado para sonhar coma vaga. Lembra que na primeira fase da Libertadores de 2006, o Inter recebeu o Nacional no Beira-Rio e passou por cima dos uruguaios: 3 a 0, placar que se for repetido nesta noite poderá dar a vaga aos colorados.

"Inter e Nacional já virou um clássico. Será uma partida muito complicada, mas todos nós estamos conscientes do que podemos fazer. Ainda não jogamos bem em 2007 e agora podemos provar que somos os verdadeiros campeões da América e do Mundo. É preciso superar obstáculos e este desafio contra o Nacional poderá ser um marco na nossa temporada", comentou Clemer.

Já o Nacional promete vitória em Porto Alegre. Apesar da vantagem de se classificar com derrota por até dois gols de diferença, Daniel Carreño garante que vai ao ataque no Beira-Rio. O volante e capitão do Nacional, Marco Vanzini, que se recuperava de lesão muscular, foi confirmado na partida.

"Não viemos a Porto Alegre para nos defender. Vamos atacar também. Se ficarmos atrás contra um Inter motivadíssimo, acabaremos goleados e eliminados da Libertadores", afirmou Carreño. "Sabemos da qualidade do Inter, mas também temos um time forte e aguerrido", acrescentou o técnico do Nacional.

No jogo de ida, em Montevidéu, na abertura do Grupo 4, o Inter perdeu de virada por 3 a 1, graças a uma atuação desastrosa do zagueiro Ediglê, que falhou feio no gol de empate do Nacional e permitiu a reação uruguaia.
 
Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

ATAQUE CANINO
Criança de dois anos é morta no quintal de casa por cachorro rottweiler
INFANTICIDIO
Padrasto teria sentado em cima da cabeça de bebê que morreu,foi espancado na cadeia
SOB INVESTIGAÇÃO
Jornalista do site Lei Seca Maricá foi assassinado com 3 tiros
VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento