Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 22 de outubro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Inmetro abre consulta pública sobre qualidade dos capacetes

15 Jul 2010 - 18h11Por Agência Brasil

Foi aberta hoje (15/7) a consulta pública sobre as condições de conformidade de capacetes usados por condutores e passageiros de motocicletas e similares. O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) vai receber, pelos próximos 30 dias, críticas e sugestões para a proposta de regulamentação do tema.

A última medida tomada pelo órgão e referendada pelo Conselho Nacional de Transito (Contran), em 2007, obrigou motociclistas a usar capacetes com faixas refletivas. Num primeiro momento foi decidido que os capacetes deveriam ser novos. Depois, a norma foi alterada para permitir que os adesivos pudessem ser colados nos equipamentos usados, desde que o capacete tenha o selo de certificação do Inmetro.

As contribuições para a consulta pública devem ser encaminhadas diretamente ao Inmetro, que funciona no bairro do Rio Comprido, na zona norte do Rio de Janeiro, ou por e-mail para o endereço dipac.consultapublica@inmetro.gov.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DISPUTA ACIRRADA
Vox Populi: Distância cai para 6 pontos
AGRESSÃO
Justiça manda penhorar bens de Dado Dolabella para pagar indenização a camareira agredida
HOMICÍDIO - 17 TIROS
Empresário é morto com 17 tiros; acusados estão detidos
ACIDENTE DE TRANSITO
Carros capotam após batida; criança de 5 anos ficou ferida
POLITICA
TSE abre investigação para apurar suposto crime eleitoral de Bolsonaro
FAMOSIDADES
Jair Bolsonaro teria causado a separação de Neymar e Bruna Marquezine
NOVELA GLOBAL
Segundo Sol: Após suborno e tentativa de estupro, Remy se entrega a polícia para deixar Luzia livre
REALITY SHOW
Perlla é eliminada de A Fazenda com 22,64% dos votos
RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'