Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Indústria é responsável por 106,1 mil empregos em MS

26 Mai 2010 - 17h39Por TV Morena

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, alcançou, no mês de abril, o estoque total de 106,1 mil empregos formais com o saldo de 2.079 vagas abertas no mês passado, mantendo a parcela de 20% de todo o emprego formal existente no Estado, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

As indústrias do segmento de transformação foram as que mais geraram novos postos de trabalho no mês de abril com a abertura de 1.778 vagas, enquanto no ano foram 4.577. Já o setor industrial como um todo gerou em abril 2.079 vagas e 5.476 no ano.

O resultado observado em abril permitiu ao setor industrial de Mato Grosso do Sul alcançar o maior estoque de empregos formais já registrado em toda a série histórica para o segmento, superando março deste que era o maior até então.

A variação observada no estoque do emprego industrial, comumente, apresenta uma expansão acelerada até meados do ano, apesar da ocorrência de algumas oscilações de mês para mês.

Em seguida, conforme o Radar da Fiems, ele apresenta uma acomodação nos meses de julho e agosto, voltando a registrar um comportamento crescente nos meses de setembro a novembro, porém com uma intensidade menor que a registrada no primeiro semestre.

Já em dezembro, é comum a ocorrência de novos ajustes no saldo dos empregos formais do segmento.

Em Mato Grosso do Sul, o Índice de Evolução do Emprego Formal nas atividades industriais amplia ainda mais a sua evolução acumulada.

Para se ter idéia, o índice no segmento industrial, na posição verificada em abril, foi de 155,4 pontos, indicando um crescimento de 55% sobre o estoque do ano base (2005).

Na mesma comparação, o setor de Serviços apresentou um índice de 132,1 pontos e crescimento de 32%, o Comércio com 121,4 pontos (+21%), a Agropecuária com 117,5 pontos (+18%) e Administração Pública com 108,0 pontos (+8%).

Ou seja, o índice verificado na Indústria apresenta um ritmo de expansão superior ao dos Serviços, Comércio, Agropecuária e Administração Pública em 18%, 28%, 32% e 44%, respectivamente.

Em relação à igual mês do ano anterior, o índice de evolução do emprego formal na Indústria, Serviços, Comércio e Agropecuária elevou-se em 5,2%, 4,7%, 5,4% e 3,1%, respectivamente. Já a Administração Pública não apresentou alteração em seu índice.

Quando a comparação se dá com o mês imediatamente anterior os setores da Indústria e Agropecuária apresentaram as maiores evoluções em seus índices, com expansão de 2,0% e 1,6%, respectivamente.

No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou, em abril, a marca 125,2 pontos. Indicando, deste modo, um crescimento de 25% sobre o estoque do ano base (2005).

Em relação à igual mês do ano anterior, o índice total para o Estado apresentou um crescimento de 3,6%. Já quando a comparação se dá com o mês imediatamente anterior constata-se uma ligeira evolução, equivalente a 0,9%

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação