Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de março de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Índios recebem certificado do curso de cestaria em Dourados

22 Set 2010 - 11h00Por Assecom
A Secretaria de Assistência Social de Dourados entregou nesta terça-feira o certificado de 40 horas do curso de cestaria a índios das aldeias Jaguapiru e Bororó. A oficina foi realizada de abril a agosto deste ano na reserva indígena.

Os índios aprenderam a técnica de reciclagem de papel e papelão, transformando esses materiais em diversos objetos como vasos e cestas. “Foi muito bom, agora vou poder ter uma renda maior e o próximo curso também vou fazer. Veio aqui perto e eu tinha que aproveitar, por isso resolvi participar”, disse a moradora da aldeia Jaguapiru, Vanda da Silva.

Para a professora que ministrou o curso, Maria José Simplício, além da renda extra no orçamento dessas famílias, a atividade “também serve como terapia para eles, o artesanato é um trabalho terapêutico”.

Segundo Maria Simplício, o curso foi uma troca de experiências e também de aprendizado. “Foi muito bom conviver com eles. É um conhecimento novo para mim porque eu nunca tinha trabalhado aqui na aldeia e eles são muito companheiros. Um está sempre ajudando o outro”, comentou.

A secretária de Assistência Social, Itaciana Santiago, apontou o trabalho do órgão municipal na comunidade indígena. “Nós estaremos, sempre que possível, atuando para atender as necessidades da comunidade indígena. Nossa proposta é não parar, é sempre trabalhar para a melhoria da qualidade de vida de vocês”, discursou.

Durante a entrega dos certificados, Itaciana também anunciou uma feira que está planejada para acontecer no final do ano. “Será uma feira grande, feita com materiais produzidos aqui e vocês poderão vender esses produtos”, afirmou.

Antes do curso de cestaria, o Cras (Centros de Referência de Assistência Social) da Aldeia Bororó já havia recebido os cursos de sabonete medicinal, artesanato, bijuteria e tear. O próximo já está marcado e será o de fibra de bananeira. “É muito gratificante trabalhar com as duas aldeias. Nossa equipe está disposta a dar continuidade ao trabalho”, afirmou a coordenadora do Cras Indígena, Nazaré Lopes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATIMA DO SUL - JULIFRAN
Julifran Restaurante promete chopp grátis a cada gol de Borja sobre Novorizontino
BONITO - MS - AGÊNCIA BONITO ECO TOUR
Faça o que lhe faz bem! Viaje para Bonito MS!
CIUMES
Marido vê foto de outro no celular e agride mulher na cabeça e a joga para fora do carro
ORAÇÕES
Estado de saúde de Cláudia Rodrigues (a diarista) é grave
PAULISTÃO IV
“Hoje foi realmente a estreia do São Paulo”, diz Mancini após vitória
PAULISTÃO III
Carille vê Corinthians abaixo: “Fomos premiados com o empate”
PAULISTÃO II
Com falha e ‘milagre’ de Prass, Palmeiras busca empate com gol de estreante
PAULISTÃO
Santos aproveita falhas do Red Bull e abre boa vantagem no Pacaembu
MOSTRA MONITORAMENTO
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação
CRIME NA MADRUGADA
Mulher é brutalmente assassinada; carro foi visto deixando o local