Menu
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
sexta, 18 de outubro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
UNIGRAN NET
Brasil

Governo de MS oferece cursos de Serviços de Apoio Escolar

27 Abr 2007 - 17h53

Cursos técnicos em Secretaria Escolar, Multimeios Didáticos, Infra-Estrutura Material e Ambiental e Alimentação Escolar, todos na área de Serviços de Apoio Escolar, foram credenciados pelo governo do Estado para serem oferecidos no Centro de Educação Profissional Ezequiel Ferreira Lima, em Campo Grande; na Escola Estadual Afonso Pena, em Três Lagoas; e na Escola Estadual Adê Marques, em Ponta Porã. O credenciamento foi publicado hoje (27), no Diário Oficial.

As inscrições poderão ser feitas nos dias 4, 7 e 8 de maio, nos locais dos cursos. Em Campo Grande são 260 vagas; em Três Lagoas, 300; e em Ponta Porã, 140.

Os cursos são destinados a profissionais da educação não-docentes da Secretaria Estadual de Educação e das secretarias municipais de Educação e atendem ao programa Pró-funcionário, do Ministério da Educação.

Os cursos habilitam os participantes para trabalhar como técnicos profissionais de nível médio e têm duração de quatro anos. O edital será publicado no Diário Oficial na primeira semana de maio.

Com assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESABAMENTO DE PRÉDIO
Fortaleza: sob escombros, vítimas telefonam e jovem faz selfie
VICENTINA EM DESTAQUE
Vicentinense é destaque na São Paulo Fashion Week
ROMARIA
Romeiros saíram nesta quinta, 17, de Fátima do Sul para Aparecida do Norte
DESCARGA ELÉTRICA
Mulher morre após levar choque em máquina de lavar
MISTÉRIO
Mulher é morta e jogada no rio; filho de quatro anos da vítima estava em carro abandonado
ABUSOS À CRIANÇAS
Três meninas são abusadas pelo avô em troca de doces
COVARDIA
Criança de 5 anos era agredida todos os dias pelo pai, inclusive para se alimentar
SORTUDO
Fotaleza tem o mais novo milionário da Mega Sena
NOVELA GLOBAL
Amadeu abandona defesa de Josiane durante o julgamento da vilã em 'A dona do pedaço'
HOMOFOBIA
Filho de Mauricio de Souza desabafa após ataques homofóbicos: 'Desejam que eu apanhe'