Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 17 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Ganso já apóia a perna esquerda no chão após cirurgia

11 Set 2010 - 08h15Por G1

O meia Paulo Henrique Ganso, do Santos, já começa a apoiar a perna esquerda no chão. Nesta sexta-feira, ele deixou de usar a muleta esquerda, que servia para amparar o joelho que operou no dia 27 de agosto. Ele teve de passar por um procedimento para reconstrução do ligamento cruzado anterior, que rompeu durante confronto contra o Grêmio, em Porto Alegre, no dia 25 de agosto.

Ganso seguirá usando muleta do lado direito, para ajudar na locomoção, até o fim do mês, quando voltará a caminhar normalmente, sem nenhum amparo. De acordo com relato da assessoria de imprensa do clube, Ganso apareceu na sala dos jornalistas que trabalham a serviço do Peixe bastante sorridente, mostrando que não estava mais usando uma das muletas e que já começava a apoiar a perna operada no chão.

A partir do terceiro mês, Ganso inicia corridas na esteira. Entre o quarto e quinto mês, o camisa 10 começa a correr com mudanças de direção. E só por volta do sexto vai ao gramado. Ele só deverá voltar a jogar futebol no fim de fevereiro de 2011.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade
REVOLTANTE
Filho é preso por ficar com aposentadoria e manter pais idosos morando em situação de miséria
BARBÁRIE
Nus e amarrados, corpos de três jovens são encontrados mortos em matagal