Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 14 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

FPM: Semana do “tudo ou nada” para os municípios

21 Mai 2007 - 13h24

Esta semana será decisiva para os municípios. Estão na pauta do Congresso Nacional, duas importantes questões: FPM e Fundeb. Trata-se da votação, na Câmara dos Deputados, em 2º turno, dos destaques sobre o aumento de 1% no FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e, no Senado, da Emenda nº 187 do Fundeb, que trata sobre o transporte escolar nos municípios. Essas questões fazem parte das reivindicações da CNM (Confederação Nacional dos Municípios).

No texto original, as propostas trazem prejuízos e problemas aos prefeitos. A votação em separado do 1% do aumento do FPM foi um compromisso do Presidente Lula na X Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que aconteceu em abril.

FPM - Nesta terça feira (22), a partir das 16h, o plenário da Câmara vai votar, em separado, os destaques da emenda que trata sobre o início da vigência do aumento do FPM: se a partir de setembro ou desde o mês da promulgação da Emenda.

A votação do requerimento assinado pelos líderes da bancada, permitirá a votação imediata do 2º turno da Proposta de Emenda Constitucional, dispensando o interstício de cinco sessões entre um turno e outro, determinado pela Constituição Federal e o Regimento Interno. A emenda, se aprovada, será encaminhada para revisão ao Senado Federal.

O aumento de 1% no FPM faz parte da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 285/04 e será votado em separado atendendo a reivindicação dos municípios, feito no dia 10 de abril e anunciado na solenidade de abertura da X Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Elevará de 22,5% para 23,5%, resultando num repasse de 1,7 bilhões a mais nos cofres municipais.

Fundeb - No mesmo dia, a partir das 14h, será a vez dos senadores votarem a emenda nº 187 do Fundeb à MP 339/06, que trata sobre o transporte escolar. A aprovação desta emenda vai garantir que os recursos utilizados pelos municípios para transportar alunos da rede estadual sejam repassados pelos governos estaduais nas transferências do Fundeb.

Se aprovado o texto, será corrigida uma distorção, pois são os municípios que assumem grande parte da responsabilidade pelo transporte escolar dos alunos da rede estadual, apesar de Lei Federal 10.709/2003 determinar que essa função é do Estado. Para fazer o transporte de 2,6 milhões de alunos das redes públicas estaduais os municípios gastam R$ 2 bilhões e são ressarcidos em apenas R$ 400 milhões, ou seja, 20% do valor desse serviço.

 

 

 

Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos