Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

FPM: Semana do “tudo ou nada” para os municípios

21 Mai 2007 - 13h24

Esta semana será decisiva para os municípios. Estão na pauta do Congresso Nacional, duas importantes questões: FPM e Fundeb. Trata-se da votação, na Câmara dos Deputados, em 2º turno, dos destaques sobre o aumento de 1% no FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e, no Senado, da Emenda nº 187 do Fundeb, que trata sobre o transporte escolar nos municípios. Essas questões fazem parte das reivindicações da CNM (Confederação Nacional dos Municípios).

No texto original, as propostas trazem prejuízos e problemas aos prefeitos. A votação em separado do 1% do aumento do FPM foi um compromisso do Presidente Lula na X Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que aconteceu em abril.

FPM - Nesta terça feira (22), a partir das 16h, o plenário da Câmara vai votar, em separado, os destaques da emenda que trata sobre o início da vigência do aumento do FPM: se a partir de setembro ou desde o mês da promulgação da Emenda.

A votação do requerimento assinado pelos líderes da bancada, permitirá a votação imediata do 2º turno da Proposta de Emenda Constitucional, dispensando o interstício de cinco sessões entre um turno e outro, determinado pela Constituição Federal e o Regimento Interno. A emenda, se aprovada, será encaminhada para revisão ao Senado Federal.

O aumento de 1% no FPM faz parte da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 285/04 e será votado em separado atendendo a reivindicação dos municípios, feito no dia 10 de abril e anunciado na solenidade de abertura da X Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Elevará de 22,5% para 23,5%, resultando num repasse de 1,7 bilhões a mais nos cofres municipais.

Fundeb - No mesmo dia, a partir das 14h, será a vez dos senadores votarem a emenda nº 187 do Fundeb à MP 339/06, que trata sobre o transporte escolar. A aprovação desta emenda vai garantir que os recursos utilizados pelos municípios para transportar alunos da rede estadual sejam repassados pelos governos estaduais nas transferências do Fundeb.

Se aprovado o texto, será corrigida uma distorção, pois são os municípios que assumem grande parte da responsabilidade pelo transporte escolar dos alunos da rede estadual, apesar de Lei Federal 10.709/2003 determinar que essa função é do Estado. Para fazer o transporte de 2,6 milhões de alunos das redes públicas estaduais os municípios gastam R$ 2 bilhões e são ressarcidos em apenas R$ 400 milhões, ou seja, 20% do valor desse serviço.

 

 

 

Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação