Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

FIA não aceita recurso da equipe BAR

10 Ago 2004 - 17h37
A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não aceitou o recurso da BAR contra uma decisão sobre o uso de um dispositivo ilegal no GP da Alemanha, disputado no mês passado.

O dispositivo, controlado por um software de computador e desenvolvido para permitir a realização de curvas mais rápidas e mais suavemente, foi descoberto no carro da equipe nos treinos de sexta-feira e retirado no sábado após os fiscais determinarem que seu uso é ilegal.

A escuderia, equipada com motores Honda, gastou muito tempo e dinheiro no desenvolvimento do equipamento e apelou contra a decisão, mas não conseguiu convencer a Corte Internacional de Apelações em uma audiência em Paris, nesta segunda-feira.

"Tendo escutado as explicações de ambas as partes e tendo examinado os vários documentos e outras evidências, a corte sustenta a decisão do painel de fiscais", informou a FIA, em comunicado.

A notícia vem em momento difícil para a BAR, que nesta semana viu seu principal piloto, o britânico Jenson Button, tomar a decisão de se transferir para a Williams na próxima temporada.

A BAR confirmou que o dispositivo, que ainda não estava pronto para corridas, lhe deu vantagem nos testes e no GP da Alemanha. O diretor técnico Geoff Willis deu a entender que uma proibição do equipamento teria repercussões.

"A decisão no momento tem potencial para conseqüências em qualquer lugar no sistema dos carros", disse. "O esporte tem regras muito complicadas e às vezes você tem que entrar mais nos detalhes para estabelecer o que é e o que não é permitido", comentou.

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'