SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 20 de Fevereiro de 2018
UNIPAR_468
RIO_DOURADOS
5 de Julho de 2010 14h48

Dores nas costas é problema de 36% dos brasileiros

Diário MS

A dor nas costas é a patologia mais comum entre os brasileiros e a menos tratada. É o que diz o estudo inédito realizado pela Escola Nacional de Saúde Pública, ligada à Fiocruz.

O problema afeta 36% da população, mas apenas 68% buscam algum tipo de tratamento. Na pesquisa, foram entrevistadas 12.423 pessoas com mais de 20 anos de todas as regiões do país.

Os problemas na coluna também estão entre as maiores causas de afastamento no trabalho, de acordo com o ortopedista e especialista em cirurgia na coluna, Antônio Fernando Gaiga. “Dentre as queixas mais comuns estão dores no pescoço e na lombar”, afirma o ortopedista.

O levantamento aponta que a descoberta do problema em idade precoce, na qual se tem uma grande atividade produtiva, faz com que o tratamento seja colocado em segundo plano. O ortopedista que atua na cidade de Dourados acredita que por aqui seja diferente “A facilidade do atendimento e acesso à saúde tem feito com que os pacientes procurem mais os consultórios. Mas existe de tudo, tem paciente, por exemplo, que só resolve vir ao médico quando não há mais jeito”, diz Fernando Gaiga.

Com a mudança, gradativa, do estilo de vida das pessoas, problemas como o sedentarismo e a má postura em frente a aparelhos eletrônicos podem trazer conseqüências para a saúde da coluna. “É preciso observar, pois a má postura pode ser fruto de outro problema. Nem sempre a pessoa quer ficar daquele jeito”, ressalta o ortopedista.

As dores podem ter também grande ligação com a genética. “Em um mesmo trabalho uma pessoa pode apresentar dores e outra não. Quando se é jovem, grande parte das chances de se ter problemas na coluna vem da hereditariedade. No entanto, a maioria das dores é passageira”, diz o especialista.

Segundo o ortopedista, dores que permaneçam por mais de cinco dias, merecem atenção especial. Se forem fortes a procura de um médico deve ser imediata. “As dores podem representar uma gama enorme de patologias. Por isso, em casos de persistência, precisam ser investigadas”, alerta Gaiga.

A coluna é a segunda fonte de dor no mundo, ficando atrás somente da cabeça. Segundo estimativas da OMS (Organização Mundial da Saúde), 80% da população mundial sofrerão, ao menos uma vez na vida, com dor nas costas.

Dentre as principais causas para essa realidade, segundo pesquisa da Escola Nacional de Saúde Pública, estão: tumores, cistos, lesões nos nervos, nas vértebras, nos discos, má postura, fraqueza dos músculos da região, tabagismo e obesidade.

Um grande vilão no surgimento de problemas na coluna também é o estilo de vida do paciente. De acordo com especialistas, em muitos casos a mudança de hábitos pode ser suficiente para amenizar os sintomas.

Algumas características podem apontar um problema na coluna. Elas podem ser classificadas em diretas ou indiretas. Dentre as causas diretas estão: curvaturas exageradas na coluna, espasmos musculares, hérnia de disco, fraturas na espinha, etc. Já as indiretas são principalmente: desnível das pernas, doenças reumáticas, cálculos renais, tumores com metástase, úlcera no estômago e gota (aumento de ácido úrico no sangue).

Dores crônicas

Alguns fatores podem provocar dores crônicas na coluna, dentre os principais estão: Sedentarismo – músculos de abdômen e glúteos fracos fazem com que o peso do corpo seja projetado na coluna; Obesidade – o excesso de peso aumenta a sobrecarga nas costas – a cada 10 kg em excesso, há um aumento de 25% nas chances de dores; Má postura – sentar ou carregar objetos pesados de maneira errada pode provocar dores nas costas.

Comentários
Veja Também
LOJA_02
SADER_LATERAL
UNIPAR_300
Últimas Notícias
  
UNIPAR_300
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.