Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 12 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Dólar fecha a R$ 1,855 e renova mínima de outubro de 2000

19 Jul 2007 - 16h03

O fluxo cambial positivo e a melhora de humor nas bolsas de valores motivaram queda do dólar nesta quinta-feira, que encerrou o dia na menor cotação de fechamento desde outubro de 2000.

A moeda norte-americana caiu 0,32% e encerrou cotada a R$ 1,855. No mês, o dólar caiu em 10 das 14 sessões e já acumula baixa de 3,89%.

"(A queda do dólar foi) basicamente por fatores externos, como a recuperação das bolsas internacionais e do mercado europeu. E o fluxo continua positivo", resumiu Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento.

Nos Estados Unidos, o mercado desviou o foco do setor de crédito imobiliário de risco e operou em alta desde a abertura, animado com resultados corporativos mais fortes que o esperado de empresas como a IBM.

Na terça-feira, os temores de que os problemas nas hipotecas norte-americanas atinjam com mais força o restante da maior economia do mundo justificaram a queda dos principais índices em Wall Street.

O mercado europeu se comportou de forma semelhante nesta sessão, com alta superior a 1% em algumas bolsas devido a lucros acima do previsto de algumas companhias de peso.

Nobrega citou também a continuidade da entrada de dólares no Brasil, com destaque para as operações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que durante o dia superou a marca histórica de 58 mil pontos.

"O fluxo continua muito positivo, hoje teve leilão de títulos públicos... Fora isso tem alguns IPOs (Oferta Pública Inicial, na sigla em inglês) que estão ocorrendo com liquidação na semana que vem", disse ele, listando algumas operações que atraem dólares para o País.

A sessão teve pouca volatildade, e o dólar se manteve sempre acima de R$ 1,850. Para João Medeiros, diretor de câmbio da corretora Pioneer, o patamar pode ter oferecido suporte à cotação da moeda norte-americana.

"O quadro é relativamente tranquilo, e aqui dentro todos os fundamentos são muito bons. (O dólar) aponta só para baixo", observou Medeiros.

Na última hora de negócios, o Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista. Na operação, a autoridade monetária definiu corte a R$ 1,8550 e aceitou, segundo operadores, 15 propostas.

Agentes de mercado descartaram repercussão sobre o dólar do corte de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juro. A decisão, anunciada na véspera pelo Comitê de Política Monetária (Copom), já era amplamente esperada pelos investidores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Concursos oferecem mais de 1 mil vagas e salários de até R$ 6,6 mil
NOVA EQUIPE
Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília
ESPORTE EM TOUROS
VÍDEO: Peão de MS morre após ser pisoteado por touro em rodeio no interior de SP
ULTIMO CAPITULO
Globo exibe último capítulo de Segundo Sol e assunto bomba
DE GLÓRIA DE DOURADOS PARA O MUNDO
Ana Karla é convidada especial da Hyundai para um talk show neste sábado em São Paulo
1ª INDIGENA NO GOVERNO
Índia da equipe de Jair Bolsonaro já atuou com Cauã Reymond e foi moradora de rua
FINAL DE NOVELA
Valentim beija Rosa em gravação que vai ao ar no fim de 'Segundo sol'; veja mais detalhes
MS CONTEMPLADO
Tereza Cristina Dias do MS é confirmada para ser ministra
EFEITO CASCATA
Bolsonaro vê com 'preocupação' aumento para ministros do STF