Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Carro capota e invade chácara em Campo Grande

5 Out 2010 - 11h12Por Mídia Max

Um carro capotou e invadiu uma chácara na manhã de hoje, por volta das 9h20, na BR-163, em Campo Grande.

O acidente ocorreu com o Fiat Uno, de placas HSS 7134, da empresa Thiene Hidráulica Pneumática Vapor, que era conduzido por Edson da Silva Ribeiro, de 33 anos.

Segundo informações do motorista do carro ao Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu no Km 461, onde o condutor do Fiat Uno tentou desviar de uma caminhonete que fazia uma ultrapassagem em local proibido.

Ao evitar a colisão Frontal, Edson jogou o carro para o acostamento declinado, saiu da pista e capotou o veículo pelo menos 4 vezes, segundo testemunhas. Durante os capotamentos, o carro arrebentou a cerca de uma chácara e a invadiu.

José Divino Medeiros, de 47 anos, que trabalha no Clube de Campo dos Comerciários, que fica ao lado da chácara, foi surpreendido pelo acidente. “Eu estava trabalhando quando vi o carro capotando 4 vezes”, afirma.

Apesar do impacto do acidente, o motorista foi levado consciente e com escoriações para a Santa Casa. Equipes da Polícia Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros foram até local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico