Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 17 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Campanha de Zeca começa com ato ecumênico na Capital

6 Jul 2010 - 10h20Por Assessoria Palamentar

O candidato a governador de Mato Grosso do Sul Zeca do PT escolheu o Restaurante Popular do bairro Dom Antônio Barbosa, um dos mais carentes de Campo Grande, para iniciar sua campanha eleitoral. Será nesta terça-feira (6), e começa com um ato ecumênico, com bênçãos de um sacerdote da Igreja Católica, um pastor evangélico e um líder espírita. Em seguida, haverá uma caminhada por cerca de um quilômetro pelos bairros Dom Antônio Barbosa e Parque do Sul, até o Restaurante Popular, onde acontece o ato simbólico de comprometimento da campanha com as causas sociais.

O Restaurante Popular foi inaugurado no dia 12 de novembro de 2004. O Governo Popular de Zeca do PT investiu R$ 349,2 mil na obra e na aquisição de equipamentos e utensílios, e firmou parceria com empresas como a engarrafadora Coca-Cola Femsa, Fundação Ueze Zahran, a operadora de telefonia celular Vivo e a concessionária de automóveis Perkal, para custear o atendimento. Desde então, todos os dias, foram servidas 300 refeições de segunda à sexta-feira, ao preço de R$ 1 cada. Até o fim do Governo Zeca havia sido servida 113 mil refeições no Restaurante Popular. Além da alimentação de qualidade e baixíssimo custo, o espaço se transformava em escola, à noite, para alfabetização de jovens e adultos.

Logo depois que assumiu o governo, e sem justificativa nenhuma, André Puccinelli fechou o Restaurante Popular, deixando milhares de famílias pobres daquela região sem a opção alimentar. “O abraço ao Restaurante Popular, ou aquilo que um dia foi um excelente restaurante, é o nosso compromisso com o social, com o combate à fome, com os programas de segurança alimentar e transferência de renda, que vamos reativar logo no primeiro ato do governo”, disse Zeca.

O ato

O ato ecumênico que marca o início da campanha de Zeca do PT e Tatiana Azambuja (PV) rumo ao governo do Estado acontece às 8h30 desta terça-feira (6), no cruzamento das ruas Evelina Figueiredo Selingardi e Marlene Pereira de Jesus, no bairro Dom Antônio Barbosa. Dali, o grupo segue em caminhada por um percurso de um quilômetro, até o Restaurante Popular, na rua João Seringatti, no bairro Lageado.

A multidão que acompanhará Zeca e Tatiana na caminhada será posicionada ao longo do quarteirão em um extenso abraço ao prédio do Restaurante Popular, selando o compromisso de reabertura do espaço e a criação de uma rede de restaurantes populares em todo o Estado para atender a população mais carente. Este é um dos itens do Programa de Governo de Zeca do PT, registrado junto à Justiça Eleitoral.

Todos os principais candidatos da Coligação A Força do Povo participarão do ato de lançamento da campanha: Zeca do PT, Tatiana Azambuja, Delcídio do Amaral (PT) e Dagoberto Nogueira (PDT), candidatos ao Senado; deputados federais e estaduais, que são candidatos à reeleição, dirigentes e militantes dos nove partidos coligados (PT-PDT-PV-PP-PSL-PCdoB-PRP-PSDC e PSC). Na parte da tarde haverá caminhadas em outros bairros de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto